Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pai de bebê jogado no Rio Negro tem prisão preventiva decretada

Mãe diz que Josias Alves arremessou o filho, de apenas quatro meses, na água, após uma discussão por pensão alimentícia, na sexta-feira (14) 18/08/2015 às 19:12
Show 1
Josias está sendo procurado
Fábio Oliveira Manaus (AM)

A juíza Mirza Telma de Oliveira, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, expediu o mandado de prisão provisória para Josias da Silva Alves, 29, pai de Pablo Pietro, de quatro meses, jogado no Rio Negro, nas proximidades do porto do São Raimundo, Zona Oeste. Segundo a mãe, Cleudes Maria Batista, 22, afirmou em depoimento no 19º DIP que Josias arremessou o filho, após uma discussão por causa de pensão alimentícia.

O delegado Ivo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou hoje (18) durante coletiva de imprensa que quem tiver informações sobre o paradeiro de Josias que entre em contato com a delegacia, situada no bairro Jorge Teixeira.

Segundo Martins, a prisão de Josias é mais para obter seu depoimento com o intuito de confrontar com as informações da mãe Cleudes Batista. “Somente ela foi ouvida. A polícia só tem a versão dela que foi ouvida ainda no 19º DIP. Já intimamos ela a comparecer na DEHS, mas até o momento ainda não se apresentou. Inclusive eu designei uma equipe para o município para trazê-la até aqui”, explicou.

Mesmo com a versão de Cleudes, o delegado Ivo Martins afirmou que há muitas informãções que devem ser esclarecidas em seu depoimento. “Nós precisamos do depoimento dele para confrontar com o dela porque tem muitas partes que estão desencontradas”, disse.

Ainda segundo Martins, a história da mãe pode ser ou não verdadeira. “Será que o bebê estava realmente no barco? será que foi ele que jogou ou foi ela? até o barco não foi encontrada ainda e como ela conseguiu o celular para ligar na hora? Ela não estava molhada? então tem uma série de questionamentos que devemos esclarecer e, para isso, peço à sociedade que liguem para informar onde Josias está porque quero ouvir a sua versão”, informou.

“Nos autos consta que ele era carinhoso com o filho, mas porque não apareceu na delegacia já que o nome dele apareceu como principal suspeito? Por isso temos que pegar seu depoimento”, finalizou.

Buscas pelo corpo seguem

As buscas pelo corpo de bebê devem prosseguir, informou o tenente Janderson Lopes, do Corpo de Bombeiros. "Os três mergulhadores já percorreram 10 km desde o porto de São Raimundo até o Encontro das Águas. As buscas começam às 7h30 e encerram às 18h. Até agora, não tivemos nenhuma pista, mas a equipe vai fazer a busca diária e só será suspensa por ordem do comandante", disse.

Equipe de buscas tem três mergulhadores e uma lancha à disposição

Publicidade
Publicidade