Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
AÇÃO DEFENSIVA

Países assumirem que não terão casos de coronavírus é um 'erro fatal', alerta OMS

“Este vírus tem um potencial pandêmico”, disse Tedros. “Não é hora para o medo. É hora para tomar medidas para prevenir infecções e salvar vidas", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom



1495702962_097135_1495705517_noticia_fotograma_A6591E2A-9CF2-4F09-9DC7-DACA6BA66C1D.jpg Foto: Divulgação
28/02/2020 às 09:25

Seria um “erro fatal” para qualquer país presumir que não será atingido pelo coronavírus, e os países ricos que podem ter pensado que estavam mais seguros devem esperar surpresas, disse o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) nessa quinta-feira (28).

O chefe do programa de emergência da OMS disse que o Irã, que até o momento registra o maior número de mortes fora da China, pode estar lidando com um surto que é pior do que se sabe até agora. Ele também disse que estão sendo realizadas discussões com os organizadores sobre os Jogos Olímpicos, programados para julho no Japão.



“Nenhum país deve assumir que não haverá casos, isso seria um erro fatal, literalmente”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

“E até digo que se você olhar para a Itália, um membro do G7, foi realmente uma surpresa. Então, mesmo em muitos outros países desenvolvidos, você também vê algumas surpresas, deve esperar algumas surpresas.”

A OMS declarou o surto uma emergência internacional em 30 de janeiro e instou os países a prepararem exames, alas de isolamento e campanhas de educação pública.

“Este vírus tem um potencial pandêmico”, disse Tedros. “Não é hora para o medo. É hora para tomar medidas para prevenir infecções e salvar vidas.”


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.