Publicidade
Cotidiano
EDUCAÇÃO INFANTIL

Palestra ensina como pais podem identificar transtornos de desenvolvimento em crianças

Evento que acontece neste sábado, 23, visa com que os participantes tenham noções de como identificar sintomas do autismo e transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), por exemplo 23/04/2016 às 10:51
Show tdah
Se seu filho não está acompanhando as lições, o problema pode ser diagnosticado / Divulgação
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Nem todos os pais, educadores e demais parcelas da população estão preparados para lidar com sintomas de crianças que possuem algum tipo de transtorno do desenvolvimento. Por vezes, é comum achar que o indivíduo tem uma simples “birra”. Mas a situação pode ser bem mais delicada do que se pensa.

Visando orientar quem busca esse tipo de apoio, o Ministério Infantil Geração Futuro, da Igreja Presbiteriana de Manaus, vai organizar neste sábado (23), a partir de 19h, a palestra “Educando Crianças Especiais”. O local é o Espaço Pedras Vivas, que fica localizado na avenida Pedro Teixeira (próximo ao Arena Mall), em Flores, Zona Centro-Sul. O evento será ministrado pela pedagoga Denise Teperini, especialista em múltiplas deficiências e referência em Manaus no tratamento de crianças autistas. O valor do investimento é R$ 10 para o público adulto e R$ 5 para crianças de 4 a 11 anos).

Na oportunidade, os participantes vão ter noções de como identificar sintomas do autismo e transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), por exemplo.

No Brasil  o número de crianças com algum tipo de transtorno do desenvolvimento ou deficiência é crescente, destaca a divulgação do evento, ressaltando que, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 23,9% da população brasileira (aproximadamente 45 milhões de pessoas) está enquadrada nesse segmento.

De acordo com Oliveira Filho, coordenador do Ministério Infantil Geração Futuro, a finalidade da palestra “Educando Crianças Especiais” é informar e orientar visando a criação de filhos, “estando convidados pais, professores da escola bíblica, operadores e demais interessados (público em geral”.

A discussão sobre o tema faz parte da terceira discussão de palestras organizadas pelo Geração Futuro dentro da unidade chamada Central de Apoio ao Pensamento Laranja (Capel), que é um núcleo de apoio aos pais quanto a criação de crianças. “Desta vez o foco é específico em crianças com autismo, birra, transtorno do déficit de atenção, como identificá-los”, informa Oliveira Filho.

O coordenador reforça que o valor do investimento para participação é bem acessível ao público, e que  objetivo da palestra não é ter lucro, mas apenas poder “compartilhar informações com os pais que têm esse tipo de especialidade em casa, tendo esse conteúdo para auxiliá-los a identificar essas necessidades especiais”.

A expectativa da organização é que o Espaço Pedras Vivas receba em torno de 200 pessoas, número que é o dobro da quantidade recebida no local nos dois eventos anteriores do Ministério Infantil Geração Futuro. “Dessa vez estamos ampliando o público alvo. As crianças precisam de um cuidado especial e queremos levar aos pais os conhecimentos específicos sobre o tema”, comenta Oliveira Filho.

Frase

"As crianças precisam de cuidado especial e queremos levar aos pais os conhecimentos específicos", diz Oliveira Filho, coordenador da palestra.

Em números

Ao todo, 45 milhões de pessoas que possuem alguma deficiência ou transtorno de deficiência no Brasil (23,9% da população), segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Publicidade
Publicidade