Publicidade
Cotidiano
CONVITE REFORÇADO

Papa revela interesse em visitar Amazônia e demonstra preocupação com floresta

O superintendente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Viana, reencontrou à Sua Santidade o Papa Francisco, nesta sexta-feira (24), durante o workshop "Direito Humano à Água", no Vaticano 24/02/2017 às 19:06 - Atualizado em 24/02/2017 às 19:32
Show papa0333
Foto: Gabriela Marino/Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano
acritica.com Manaus

O superintendente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Viana, reencontrou à Sua Santidade o Papa Francisco, nesta sexta-feira (24), durante o workshop "Direito Humano à Água", no Vaticano. Na ocasião, Viana reiterou o convite para que o Papa visite a Amazônia. O pontífice afirmou estar interessado e demonstrou preocupação com a destruição das florestas na região.

Em outubro de 2016, Viana entregou pessoalmente ao Papa Francisco uma carta assinada em conjunto com o Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, que externa a satisfação da Arquidiocese e da cidade de Manaus em receber Sua Santidade em solo amazonense. Nesta sexta, o convite foi reforçado por Viana e presenteou o Papa com uma cópia do livro "Retratos Culturais do Arco e Flecha no Amazonas", que será lançado em março deste ano, de autoria de Virgilio Viana e Sérgio Adeodato, com fotos de André Pessoa.

"Nesse encontro reiterei o convite ao Papa Francisco para a vinda da Sua Excelência ao Amazonas e para que ele pudesse realizar uma grande missa na Arena da Amazônia. Ele, com muita gentileza, disse em sua língua nativa 'me encantaria muchísimo', e afirmou estar muito preocupado com a destruição da floresta e com a construção de hidrelétricas na região", relatou Viana.

Desde o ano de 2013, data em que tomou posse como líder mundial da Igreja Católica, o Papa Francisco tem se destacado pelo seu posicionamento claro e progressista, destinado principalmente às minorias ao redor do mundo. Em 2015, Francisco lançou a Encíclica "Laudato Si'", o primeiro documento da Igreja Católica que trata especificamente de questões ambientais. A carta é direcionada a todas as pessoas do planeta, independente da religião ou credo.

Durante o seminário "Direito Humano à Água", o Papa sugeriu que a água pode ser a causa da 3ª Guerra Mundial. "Penso se nesta terceira guerra a pedaços estamos a caminho para a grande guerra mundial pela água", indagou. "As cifras divulgadas pelas Nações Unidas não podem nos deixar indiferentes: todos os dias, mil crianças morrem devido a doenças ligadas à água e a água contaminada é consumida todos os dias por milhares de pessoas. Deve-se parar e inverter essa situação. Por sorte, isso não é impossível, mas é urgente", ressaltou Francisco.

No encontro, além da presença do Papa Francisco, cientistas, ambientalistas e demais líderes de vários países que incluem a Itália, Chile, Singapura, Argentina e Brasil se reuniram para debater o papel central das políticas públicas na gestão de recursos hídricos e saneamento que atendam a todos os povos.

O workshop internacional "Direito Humano à água" foi organizado por universidades e organizações sem fins lucrativos e teve como objetivo gerar  e reflexões para a realização de políticas públicas que assegurem a efetiva contribuição à ciência, cultura e política nos avanços tecnológicos e na realização de uma sociedade mais justa, solidária que permita a paz e a prevenção de conflitos baseados em interesses políticos e econômicos sobre a vida humana.

FAS e SDSN-Amazônia no Vaticano
Esta é a terceira visita da FAS e da Rede SDSN-Amazônia no Vaticano. Em outubro, Virgilio Viana e a representante da Rede SDSN-Amazônia Jovem, Gabriela Sampaio, participaram do 3º Simpósio da Juventude do Vaticano. Na oportunidade, o Papa Francisco recebeu das mãos de Virgílio uma carta assinada em conjunto com o Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, que externa a satisfação da Arquidiocese e da cidade de Manaus em receber Sua Santidade em solo amazonense. O Papa também foi presenteado com a fotografia de um mural grafitado com a Sua Santidade, elaborada pelo artista amazonense Raiz Campos, e que estampa o muro da Fundação, no bairro Parque Dez, em Manaus.

Em fevereiro deste ano, Viana participou também do encontro "Ética em Ação", realizado pela Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano.

A parceria entre a FAS, SDSN-Amazônia e a Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano teve início com o lançamento da Encíclica papal 'Laudato Si' em Manaus e na aldeia Kambeba Três Unidos, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro, com a presença do Monsenhor Marcelo Sanchez Sorondo, chanceler da Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano, do Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani e do presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da CNBB, Dom Claudio Hummes.

Publicidade
Publicidade