Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
Convite especial

Papa Francisco recebe convite da FAS e Arquidiocese para vir a Manaus

Arcebispo de Manaus convida Francisco, que deve vir ao Brasil em 2017, para visitar as comunidades ribeirinhas em unidades de conservação do Amazonas



PAPA03.jpg Papa Francisco deve vir ao Brasil ano que vem. Foto: Gabriela Marino/Comunicação do Vaticano

O superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Viana, entregou pessoalmente a Sua Santidade o Papa Francisco um convite para visitar a Amazônia em 2017. O histórico convite aconteceu neste domingo (30) no Vaticano, durante o 3º Simpósio da Juventude do Vaticano, realizado pela Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano e a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU).

Na oportunidade, o Papa Francisco recebeu das mãos de Virgílio uma carta assinada em conjunto com o Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, que externa a satisfação da Arquidiocese e da cidade de Manaus em receber Sua Santidade em solo amazonense. 



“A entrega foi emocionante: o Papa Francisco foi muito simpático, apertou a minha mão, ouviu e recebeu muito bem o convite. A Amazônia, o Brasil e o planeta estão precisando de um compromisso mais sério com o desenvolvimento sustentável, e a palavra do Papa será muito importante para isso”, destaca o superintendente Virgilio Viana.

O Papa também foi presenteado com a fotografia de um mural grafitado com a Sua Santidade, elaborada pelo artista amazonense Raiz Campos, e que estampa o muro da Fundação, no bairro Parque Dez, em Manaus.

Virgílio Viana está no Vaticano como coordenador para a Amazônia da Rede SDSN, no 3º Simpósio da Juventude do Vaticano, que termina nesta segunda-feira (31). Convidado pelo chanceler da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano, Monsenhor Marcelo Sorondo, Viana compõe o painel que escolherá as duas melhores soluções para o desenvolvimento sustentável elaborada por 50 lideres jovens, representando mais de 30 países, de todos os continentes do mundo. Além dele, participa do evento também a representante jovem da Rede SDSN na região, Gabriela Sampaio.

Secretariada pela FAS, a SDSN-Amazônia tem apoiado diversas iniciativas voltadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) na Bacia Amazônica. Dentre elas estão o Programa de Desenvolvimento Integral  da Criança e do Adolescente (Dicara), que tem feito oficinas sobre a Agenda 2030 com ribeirinhos na faixa etária de sete a 17 anos, e o Repórteres da Floresta, que estimula o protagonismo juvenil com estudantes dos Núcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCS) em cinco Unidades de Conservação (UCs) do Estado.

Encíclica Laudato Si para a Amazônia

Em setembro de 2015, a FAS e SDSN-Amazônia participaram ativamente do lançamento da Encíclica 'Laudato Si' na região. O documento, escrito pelo Papa Francisco, foi lançado na aldeia Kambeba Três Unidos, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro, com a presença do Monsenhor Marcelo Sanchez Sorondo, chanceler da Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano, do Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani e do presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Claudio Hummes. Na mesma semana, a Encíclica foi também apresentada à sociedade civil amazônica em evento realizado na sede da FAS.

A ‘Laudato Si’ (Louvado Seja) foi o primeiro documento da Igreja Católica que trata especificamente de questões ambientais. A carta é direcionada a todas as pessoas do planeta, independente da religião ou credo. 

Sobre a Fundação Amazonas Sustentável

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é uma organização brasileira não governamental (ONG), sem fins lucrativos, que tem como missão promover o envolvimento sustentável, a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do Estado do Amazonas. As principais iniciativas são implementadas por meio do Programa Bolsa Floresta (PBF), Programa de Educação e Saúde (PES), e Programa de Soluções Inovadoras (PSI), que juntos beneficiam cerca de 40 mil pessoas em 581 comunidades de 16 Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas.

Sobre a Rede SDSN Amazônia

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN) da Organização das Nações Unidas (ONU) foi lançada em 2012 pelo diretor-geral do órgão, Ban-Kimoon, e tem por objetivo conectar conhecimento científico e disseminar ações para o desenvolvimento sustentável em caráter global. A Rede apoia à implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), e na Amazônia, é secretariada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.