Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
DIN_01_REC_50768D95-3DE6-4C8C-93F3-1C78AA9EB0EA.jpg
publicidade
publicidade

PAPAIS NOEIS

‘Bons velhinhos’ por profissão chegam a ganhar até R$ 30 mil na época do Natal

Os papais noeis precisam buscar inspiração em vídeos, cursos preparatórios e ser criativo para encarnar o bom velhinho


16/12/2018 às 06:00

Um Papai Noel à moda internacional. De descendência americana, o amazonense Alex Sandro Machado é o bom velhinho que atrai a atenção de crianças, jovens e adultos de todas as idades em um shopping de Manaus. Aos 45 anos de idade, e há 24 anos na profissão, Alex já recebeu pedidos de crianças de várias partes do mundo e teve de se esforçar para aprender a falar sobre a magia do Natal em outros dois idiomas além da língua portuguesa: o inglês e o espanhol.

A vocação começou  nos primeiros anos de vida. Segundo Alex, momentos vivenciados em família serviram de inspiração para iniciar a trajetória. “A minha vida toda eu tive a magia do Natal em casa. Minha mãe preparava os presentes, as árvores de natal, contava histórias e nós assistíamos a filmes natalinos. Eu me encantava. Ficava horas e horas olhando o céu para ver o trenó do Papai Noel. Mas eu só via as estrelas. Meus pais fizeram a magia acontecer na minha vida. E quando comecei a entender as coisas, decidi que o Papai Noel permaneceria vivo dentro de mim”, conta.

O dinheiro não compra

No restante do ano, Alex é motorista de condução escolar e locutor de eventos esportivos. Como Noel, ele conta o que é mais gratificante e desafiador na profissão. “Ganho um bom dinheiro, mas a melhor parte não é material. O trabalho que faço com tanto amor é o mais importante. Uma vez, uma criança me pediu para que ela voltasse a enxergar. Outra pediu que eu trouxesse neve para Manaus. Experiências como essas me fazem continuar”, diz.

Preparo

Quem pensa que é só deixar a barba crescer e vestir uma roupa vermelha se engana. O papai noel precisa buscar inspiração em vídeos, cursos preparatórios e ser criativo. Alguns fazem até aulas de teatro, além de ser indispensável um conhecimento básico sobre Psicologia.

O ator carioca Pedro Rodrigo Martin, de 63 anos de idade trabalha como papai noel profissional desde 2015. Para isso, formou-se na Escola de Papai Noel do Brasil, localizada no Rio de Janeiro. O local já formou mais de 600 papais noéis, que aprenderam técnicas de improvisação, dicção, interpretação, postura, figurino, trabalho em equipe e maquiagem.

Atualmente, Martin é o papai Noel do Shopping Ponta Negra. Segundo o bom velhinho, não existe uma fórmula mágica na profissão, mas ter jogo de cintura na hora de atender pedidos é um ponto indispensável na rotina.

publicidade

“A criança fala o pedido e eu já olho discretamente para os pais pra ver se eles irão conseguir realizar o sonho delas. Se eu entender que não vai ser possível, eu tento desconversar, pergunto saber do que ela gosta, falo que talvez aquele presente não seja possível porque o Papai Noel não fabrica ele e às vezes a criança acaba mudando o pedido”, destaca.

Antes de ser um papai noel, o profissional deve ter vocação para a humanidade e disposição para ajudar a construir sonhos. “Todos os dias eu recebo pedidos inusitados e emocionantes das crianças e até mesmo dos adultos. Um dos que mais me comoveu foi o de um garotinho que me pediu um “rancho” e um boneco do personagem Hulk. Conversei com a organização do shopping e nós conseguimos realizar o sonho da criança”, conclui.

Quanto vale um  noel?

Em média, o salário varia entre R$ 3 mil e R$ 30 mil. A jornada de trabalho atende a demanda dos shoppings nos últimos dois meses do ano. Mais do que um salário, o bom velhinho de verdade é aquele que conquista pessoas de todas as idades e de todos os lugares, aquecendo não só a parte econômica dos festejos natalinos, mas também o coração das pessoas que acreditam na magia desta época do ano.

Destaque

Um  Papai Noel trabalha em média de seis a oito horas por dia. O contrato com os shoppings costuma ser assinado para a prestação de serviços durante 45 dias. Personagens indispensáveis para o período são as noeletes, auxiliares do Papai Noel. Elas ficam responsáveis por organizar a fila e ajudar a criançada!  

O mais requisitado!

Durante o período das festas de fim de ano, os papais noéis são procurados por empresas, escolas, shoppings e até companhias de teatro. Sem dúvidas, esse emprego temporário é um dos mais badalados em todo o planeta! Você ficou interessado? Inspire-se nas histórias que leu na edição de capa do +Dinheiro!

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Jerônimo Antunes renuncia do cargo no Conselho da Petrobras
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.