Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021
Projeto de Lei

Para evitar maus-tratos a idosos, CMM aprova PL para instalação de câmeras em asilos de Manaus

Discursão sobre o Projeto de Lei causou polêmica na sessão, pois alguns vereadores veem o Projeto apenas como mais uma despesa aos cofres públicos



camera-dome-instalada-no-ambiente-interno-1659970_E1E73C07-0C78-4ED9-937E-58CF4C5430FF.jpg Foto: Reprodução
01/09/2021 às 15:38

A instalação de câmeras de monitoramento em instituições de longa permanência de idosos causou polêmica entre os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM). O Projeto de Lei nº 029/2021, de autoria do vereador Professor Samuel (PL), visa criar um meio para monitorar possíveis casos de maus-tratos a idoso em clínicas especializadas na atenção a esse público.

No entanto, na visão do vereador Rodrigo Guedes (PSC), a instalação de câmeras de monitoramento seria mais oneroso aos cofres públicos. Rodrigo Guedes defendeu que a instalação de câmeras, além de trazer despesas, também traria desconfiança junto aos profissionais.

“Eu tenho receio. Isso seria um custo a mais para as instituições, que tem muita dificuldade financeira – como a casa do idoso São Vicente de Paula. Eles que já estão tão combalidos, sobrevivendo de doações. Às vezes, infelizmente, existe possibilidade de maus-tratos contra os idosos, que devem ser combatidos, mas estaremos criando uma suspeição sobre aqueles profissionais, que dedicam com tanto amor aos nossos idosos”, disse Rodrigo Guedes.

Contrário a opinião de Guedes, o vereador Mitoso (PTB) defendeu que mesmo com pessoas de confiança dos parentes, existem casos de maus-tratos e mesmo que se coloque pessoas de mais alta confiança dentro de casa para cuidar da segurança, ainda existe essa possibilidade.

“Estamos falando aqui de pessoas idosas, pessoas que com certeza deram uma contribuição enorme para a sociedade e que chegando os cabelos brancos, não se tem mais a capacidade de perder certas coisas. As vezes nós colocamos pessoas de alta confiança nas nossas casas para cuidar dos nossos idosos, dos nossos filhos e essas pessoas cometem os maiores absurdos. São casos relatados na imprensa, casas com crianças e idosos. Ora, a desconfiança tem que ter mesmo, estamos tratando com vidas de pessoas que já não consegue mais ter noção do que é e o que não é certo. Estamos tratando de vidas humanas, são pessoas que já deram sua contribuição e a gente tem que dar amor, carinho. Estaremos fazendo nosso papel de filhos e netos preocupados com o bem estar de nossos idosos”, disse 

O vereador Wallace Oliveira questionou a preocupação de Guedes. “Eu fico me perguntando como é que o capital financeiro pode se sobrepor a proteção, segurança. Então a preocupação pelo custo, não é pela segurança dos idosos? Ora senhores. Vamos deixar dessa conversa fiada de falar de confiabilidade de lado. Se nós, as vezes, dentro de casa colocamos umas câmeras para monitorar tudo – Babá, idoso que mora com a gente, um pai, uma Mãe. Esse projeto do professor Samuel não obriga as instituições a colocarem as câmeras. Ele dá uma sugestão para que se coloque as câmeras, é mais uma ferramenta. Agora, vetar uma Pauta por causa de condições econômicas? Quer dizer então que as vidas que estão lá não interessam? O que interessa é o custo?”, disse o vereador.

O projeto foi aprovado na plenária e seguiu para a sanção do executivo.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.