Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
Notícias

Paralisação rápida e irregular dos rodoviários em Manaus prejudica cerca de 50 mil pessoas

Funcionários das empresas Vega e São Pedro cruzaram os braços de 4h30 às 6h, por atraso de salário. Sinetram afirma que tudo será pago hoje



1.gif Funcionários da empresa São Pedro participaram da paralisação
23/11/2015 às 10:14

Trabalhadores rodoviários de duas empresas de ônibus em Manaus fizeram uma paralisação rápida, porém irregular no início da manhã desta segunda-feira (23). Cerca de 50 mil usuários foram prejudicados.

Os funcionários da Vega e da São Pedro cruzaram os braços e não saíram das garagens entre 4h30 e 6h desta segunda, horário que parte da população sai de casa para ir ao trabalho. As duas empresas atendem as zonas Oeste, Centro-Oeste e parte da Norte de Manaus.



“Foi irregular. O pagamento era para ser feito na sexta, mas foi feriado e ficou para o próximo dia útil, hoje. Mas eles não esperaram e resolveram parar”, disse o representante do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Manaus (Sinetram), Lucas Prata. Segundo ele, o pagamento será feito hoje.

Após as 6h, os rodoviários da Vega e da São Pedro interromperam a paralisação e voltaram ao trabalho. “Foi o sindicato, o Mossoró (líder). Os trabalhadores que foram impedidos de sair”, afirmou o representante do Sinetram.

A empresa Vega é responsável por fazer circular 13 linhas de ônibus na cidade, utilizando 77 veículos. Já empresa de transporte São Pedro possui 134 carros e é responsável por 21 linhas de ônibus. 

A reportagem tentou fazer contato com o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), mas até a publicação desta matéria não obteve sucesso.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.