Publicidade
Cotidiano
Notícias

Paralisação rápida e irregular dos rodoviários em Manaus prejudica cerca de 50 mil pessoas

Funcionários das empresas Vega e São Pedro cruzaram os braços de 4h30 às 6h, por atraso de salário. Sinetram afirma que tudo será pago hoje 23/11/2015 às 10:14
Show 1
Funcionários da empresa São Pedro participaram da paralisação
ACRITICA.COM Manaus

Trabalhadores rodoviários de duas empresas de ônibus em Manaus fizeram uma paralisação rápida, porém irregular no início da manhã desta segunda-feira (23). Cerca de 50 mil usuários foram prejudicados.

Os funcionários da Vega e da São Pedro cruzaram os braços e não saíram das garagens entre 4h30 e 6h desta segunda, horário que parte da população sai de casa para ir ao trabalho. As duas empresas atendem as zonas Oeste, Centro-Oeste e parte da Norte de Manaus.

“Foi irregular. O pagamento era para ser feito na sexta, mas foi feriado e ficou para o próximo dia útil, hoje. Mas eles não esperaram e resolveram parar”, disse o representante do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Manaus (Sinetram), Lucas Prata. Segundo ele, o pagamento será feito hoje.

Após as 6h, os rodoviários da Vega e da São Pedro interromperam a paralisação e voltaram ao trabalho. “Foi o sindicato, o Mossoró (líder). Os trabalhadores que foram impedidos de sair”, afirmou o representante do Sinetram.

A empresa Vega é responsável por fazer circular 13 linhas de ônibus na cidade, utilizando 77 veículos. Já empresa de transporte São Pedro possui 134 carros e é responsável por 21 linhas de ônibus. 

A reportagem tentou fazer contato com o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), mas até a publicação desta matéria não obteve sucesso.

Publicidade
Publicidade