Sábado, 25 de Maio de 2019
Notícias

Parlamentar critica construção de ferrovias no AM, preferindo investimento em hidrovias

Deputado Estadual Adjuto Afonso critica projeto que pretende construir ferrovias em quase todo o Estado, em detrimento dos rios que banham o Amazonas



1.gif
O deputado estadual aponta que temos a maior bacia hidrográfica do mundo e, no entanto, apenas uma hidrovia
07/07/2015 às 10:04

O deputado Adjuto Afonso (PP) levantou alguns questionamentos visivelmente importantes e estratégicos para o Estado do Amazonas, durante a realização da primeira reunião ordinária do Parlamento Amazônico 2015, que aconteceu em Manaus no final da semana passada. O deputado, que é vice-presidente da União Nacional dos Legislativos (Unale), representou a entidade no evento.

O primeiro questionamento de Adjuto Afonso foi sobre a construção de ferrovias no Amazonas, conforme notícia veiculada na mídia local, no último dia 1º de julho. O deputado defende a ideia de que é preciso avaliar os custos e as características da região para esse tipo de transporte, e que o ideal seria a abertura de novas hidrovias.

De acordo com notícia veiculada na mídia local, a implantação da ferrovia está prevista nos acordos bilaterais firmados entre o governo brasileiro e o governo chinês, no último mês de maio, e que prevê um pacote de investimentos da ordem de R$ 50 bilhões. Com trajeto previsto de Mato Grosso até o Acre, por onde deve seguir rumo ao Pacífico passando por Cruzeiro do Sul (no Acre), a ferrovia servirá para transportar produtos do Centro-Oeste e da Amazônica Ocidental pelos portos peruanos do Pacífico até o mercado consumidor chinês.

O deputado aposta que a abertura de hidrovias pode, inclusive, ser uma solução mais rápida para amenizar o custo do frete no Amazonas, considerado o mais caro do país.

Na última conferência da Unale em que participou como debatedor no painel que abordou a questão de logística no Brasil, o deputado foi incisivo salientando a necessidade de hidrovias no país, principalmente para o Estado do Amazonas.

“O país precisa investir em novas hidrovias, é muito mais barato. No Amazonas, por exemplo, temos uma região propícia para esse meio logístico. Somos um país que tem poucas hidrovias, no Amazonas temos apenas uma hidrovia que é a do Madeira, e temos a maior bacia hidrográfica do mundo. É preciso direcionamento e investimento nesse setor. Estou aqui cobrando isso", disse.

Região de Matupi

Outro questionamento do deputado foi sobre a situação do Distrito de Matupi, no Sul do Estado, que faz parte do município de Manicoré, e que precisa urgente ser emancipado. Ele informou em primeira mão que a Unale vai encabeçar o movimento em defesa da emancipação de Matupi.

Fortalecimento

Para fortalecer as discussões junto às autoridades locais e nacionais, o deputado já entrou com um pedido na Casa Legislativa para a criação de uma Frente Parlamentar para acompanhar a construção e reforma de aeroportos e portos nos municípios amazonenses, a construção de novas hidrovias e a privatização da hidrovia do Rio Madeira.

“Não temos dúvidas de que essa Frente fará esse acompanhamento. Nós temos defendido aqui a construção da hidrovia do Purus, que ligará o Amazonas ao Acre”.

BLOG: Adjuto Afonso, Deputado estadual

“Está se  falando de ferrovia, não sei se é isso que queremos para nossa região. Existem regiões de Rondônia e do Amazonas em que certamente o país gastaria muito mais para implantar uma rodovia.   Quem sabe não seria mais fácil uma hidrovia? Precisamos ouvir a população e todos os segmentos envolvidos para avaliar e decidir qual a logística mais viável para a região”


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.