Publicidade
Cotidiano
Notícias

Partido Popular Socialista (PPS) busca dez prefeitos

Dirigente do partido afirma que a meta é eleger também 50 vereadores no interior e resgatar a credibilidade da população 31/08/2015 às 14:25
Show 1
A convenção dos socialistas amazonenses decidiu a agenda para 2016 com foco para conquistar espaço no interior
Janaína Andrade ---

O PPS, partido que há seis meses decidiu expulsar seus dois únicos vereadores eleitos na capital, anunciou no sábado, 29, durante convenção partidária, que possui a meta de eleger 50 vereadores e dez prefeitos no interior do Amazonas na eleição de 2016.

No dia 24 de fevereiro deste ano, o diretório municipal do PPS votou e por unanimidade decidiu pela expulsão dos vereadores Professor Samuel e professora Jacqueline.

O estopim da crise entre os parlamentares e a sigla foi a eleição do vereador Wilker Barreto (PHS) para a presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM) no final do ano passado.

Professor Samuel e Professora Jacqueline, seguindo orientação do prefeito Artur Neto (PSDB), votaram no vereador do PHS e contrariaram a orientação da direção do PPS.

O rompimento do PPS com o tucano, contudo, remeteu à pré-campanha de 2014, quando o então vice-prefeito Hissa Abrahão (PPS), hoje deputado federal, lançou-se pré-candidato a governador.

Em retaliação pela desobediência o prefeito demitiu, por meio de um programa de rádio, Hissa do cargo de secretário municipal de Infraestrutura.

Por sinal, Hissa não participou da convenção partidária do PPS deste sábado, mesmo sendo presidente do diretório municipal do partido.

De acordo com a assessoria do parlamentar, Hissa não compareceu ao evento, pois estava representando o PPS-AM na posse da nova diretoria da Juventude Popular Socialista do Estado de Goiás, em Goiânia, ao lado do presidente nacional do PPS, o também deputado federal Roberto Freire.

CONTRAMÃO

Apesar do cenário, o presidente estadual do PPS, Guto Rodrigues, avaliou a convenção como “bastante produtiva”, uma vez que ao menos 15 lideranças de municípios do interior do estado estiveram na reunião.

“Nós estamos na contramão desses governos que fazem ‘bandonismo’. Estamos saindo do partido de médio porte para grande. E vamos conseguir por meio dessas reuniões, mostrando que o PPS é um partido diferente, onde seus filiados estarão ao lado de pessoas de bem, que querem o melhor pelas suas cidades e que não aceitam jogo com governo sujo”, declarou.

Guto ressaltou que o partido vai se empenhar para que em 2016 eleja dez prefeitos e 50 vereadores no interior do Estado. “Cidades como Fonte Boa, Manicoré, Manaquiri, Amaturá, Manacapuru, entre outras, terão candidaturas do PPS. E vamos lutar para que os projetos do partido se concretizem em prol da sociedade”, disse.

CIDADANIA

Otesoureiro nacional do PPS, Régis Cavalcante, informou que a campanha visa buscar o cidadão brasileiro que não acredita mais na política.

“Nas manifestações ouvimos muito a frase de: ‘Você não me representa’. E a gente quer resgatar o cidadão porque não fazemos parte da base desse governo podre que comanda o País há 12 anos e nem de governos corruptos. Queremos chamar a atenção da sociedade, para refazer um projeto político sério, diferente, que não concorde com corrupção. Precisamos da juventude que é o futuro deste País”, falou Régis.

Personagem

Deputado Federal Hissa Abrahão

‘Não serei candidato’

Hoje deputado federal, Hissa Abrahão, principal nome do PPS, que renunciou ao posto de vice-prefeito, afirmou que não pretende concorrer na eleição de 2016 a Prefeitura de Manaus.

“O tema eleição dentro do partido só será tratado em 2016, mas de minha parte não pretendo mesmo ser candidato a prefeito”, garantiu Hissa.

Questionado sobre como avalia a gestão do atual prefeito, Artur Neto, Hissa foi categórico. “Sei que fui humilhado publicamente e não havia necessidade de ter passado por aquele constrangimento, mas vamos falar do que presta , isso já passou, eu olho para a frente. Quanto a prefeitura, vejo muita política e ausência completa de gestão, há apenas ações de rotinas, houve perda do vigor, não há plano de ação pré definido com início, meio e fim, mas o povo e quem vai julgar tudo isso”.

Saiba mais

Apoiadores

O Partido Popular Socialista (PPS) possui cerca de 9 mil filiados, segundo a assessoria de comunicação da sigla. Na convenção partidária realizada no sábado, 29, no hotel Taj Mahal, no Centro, houve também a participação da Juventude Popular Socialista (JPS), além do Diretório da Mulher. A sede do PPS em Manaus fica localizada na rua Içá, Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças.

Publicidade
Publicidade