Domingo, 15 de Dezembro de 2019
TROCA DE SIGLAS

Partidos e políticos intensificam articulações de olho em 2020

Enquanto pré-candidatos à prefeito de Manaus definem o partido em que irão disputar, várias legendas buscam ampliar sua base



Capturar_245CD7F4-13ED-47F3-A3E0-6AED31E8BDC4.JPG Foto: Junio Matos/Freelancer
14/09/2019 às 18:37

A pouco mais de um ano da eleição municipal, pré-candidatos a prefeito de Manaus  intensificam as articulações. Além de eventos para ampliar o número de filiados, peça importante de campanhas em tempos de recursos minguados para as candidaturas (doação de empresas  foi proibida), o momento tem sido marcado pela busca do melhor palanque, de um partido para chamar de seu.

Exemplo recente é o do vice-prefeito Marcos Rotta. Assinou a ficha de filiação do DEM, sigla comandada no Estado pelo ex-deputado Pauderney Avelino, na sexta-feira. O evento, no qual foi lançada sua pré-candidatura,  contou com a presença do presidente nacional da sigla, o prefeito de Salvador ACM Neto. 



Rotta estava sem partido desde o dia 7 de agosto de 2018 quando deixou o PSDB, do prefeito de Manaus Artur Neto com quem rompeu publicamente aliando-se ao ex-governador Amazonino Mendes (PDT).

De acordo com Rotta, a aproximação com o DEM iniciou no final de 2018. Ele disse que no partido está recebendo o reconhecimento que nunca teve em 22 anos de vida pública. “Eu tenho a intenção pessoal de ser candidato a prefeito de Manaus. Agora terei a oportunidade de decidir ao lado dos novos companheiros se vamos marchar com uma candidatura própria ou compor uma aliança”, declarou Marcos Rotta.

Presente na filiação, o deputado federal Marcelo Ramos (PL), outro da lista dos prefeituráveis,  realizou um discurso com tom de aliança. "Todas as vezes que eu e o Rotta demos as mãos, fizemos coisas boas para os amazonenses", disse Ramos.

Costuras

No final de abril, o presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), e  prefeito de Maués, Júnior Leite se filiou ao Partido Social Cristão (PSC), sigla presidida no Amazonas pelo governador Wilson Lima. Leite deixou o Pros do ex-vice-governador Henrique Oliveira. Também saiu do Pros e ingressou no PSC o prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante, assumindo a presidência do partido no município. Outra adesão à sigla foi do deputado estadual Francisco Gomes, o Doutor Gomes.

Acompanhado de aliados de Artur, o ex-deputado estadual e ex-governador interior, David Almeida, se filiou ao Avante em maio. Em março de 2018, David deixou o PSD, do senador Omar, para se filiar ao PSB, de Serafim Corrêa, e concorrer ao governo. Ficou em terceiro lugar com mais de 400 mil votos. No ato de filiação, o presidente nacional do Avante, Luís Tibé disse ter certeza que David será prefeito de Manaus. Questionado sobre possível apoio à candidatura de David, Artur negou que existam conversas nesse sentido.

Saída amigável

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto (PSD) já anunciou que negocia saída amigável do PSD, do senador Omar Aziz,  para o PTB onde “caso venha a ser candidato, tem o objetivo de garantir o maior número de legendas aliadas possível”.

Em junho, a assessoria do parlamentar divulgou que Josué "dá sinais' de que vai disputar a prefeitura de Manaus e que a saída do PSD está próxima. Em 2016, ele foi vice na chapa de Marcelo Ramos, tirando Wilson Lima, hoje governador, do páreo. Nos últimos meses, Josué intensificou a agenda em bairros da periferia e visitas a feiras da capital.

No dia 01 de setembro, Josué e o vice-governador Carlos Almeida  Flho (PRTB) visitaram feirantes no Municipal Adolpho Lisboa. Almeida é um dos pré-candidatos que aparece na pesquisas eleitorais.

Momento de vender ideias

O processo eleitoral, nas várias entidades da federação, envolve disputas internas, no âmbito dos partidos políticos, e externas, quanto os partidos políticos e seus representantes se enfrentam durante a campanha eleitoral. Politicamente, vivemos o momento das disputas internas, os políticos profissionais alinham seus interesses em busca de siglas partidárias que mais lhes oferecem vantagens e agreguem capital político à sua imagem. Além disso, os que pensam em candidaturas procuram intensificar suas ações junto aos possíveis eleitores. É o momento de vender ideias e soluções em troca de adesão política, ou seja, votos.

Cidadania fez convite a Amazonino

O presidente estadual do Cidadania, antigo PPS, Elcy Barroso Júnior, disse que convidou o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) a se filiar ao partido. A legenda aguarda uma resposta de Amazonino.

“O partido integrou a base do governo desde o segundo turno das eleições de 2017. A nossa relação com o ex-governador sempre foi muito boa mesmo depois da saída do cargo. Ele é o maior nome da política amazonense. O convite foi feito há pouco mais de um vez e ainda não tivemos retorno”, disse Barroso acrescentando que Amazonino já foi filiado ao partido durante a ditadura militar quando a sigla chamava-se Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Segundo Barroso, há uma relação de amizade e admiração entre Amazonino e o presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire. A assessoria de imprensa de Amazonino, não confirmou a saída do ex-governador do PDT.

O vice-presidente do PDT, Stones Machado, afirmou que a saída de Amazonino não ainda não foi informada ao partido, mas avalia que não há mais clima para o ex-governador permanecer na sigla. “Acredito que ele não ficará no PDT. O clima aqui está muito  ruim. Nesse momento da vida pública do Amazonino, ele não precisa ficar em um partido que não o respeita e lhe trata mal”, declarou Machado, amigo do ex-governador.

O presidente estadual do PDT e ex-deputado federal Hissa Abrahão e Amazonino romperam em 2018. Amazonino não permitiu que Hissa se candidatasse ao Senado, preferindo Alfredo Nascimento (PL).

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.