Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Notícias

Páscoa: Cerca de 2 mil vagas de emprego serão abertas no AM

Movimento de vendas da Semana Santa e da campanha “Liquida Manaus” deve estimular contratações temporárias



1.jpg O período da Páscoa aquece as vendas nos supermercados, panificadoras e comércio de alimentos em geral
16/02/2013 às 08:43

Com cenário econômico favorável, o comércio no Amazonas deve abrir 2 mil vagas no próximo mês, em razão do movimento de vendas para a Páscoa, que este ano corre no dia 31 de março, e da campanha promocional Liquida Manaus, que começa dia 28 do mesmo mês. Há oportunidades, principalmente, para vendedores internos e externos, estoquistas, demonstradores, inspetores e gerentes.

Parte desses contratos serão absorvidos com a inauguração do novo centro comercial de Manaus, o Shopping Ponta Negra, prevista para abril.

Segundo programação da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), estavam previstas a contratação de 200 pessoas em janeiro, 300 em fevereiro e 2 mil em março. “Independente do período, temos sempre vagas em aberto. Não falta emprego, mas sim mão de obra interessa em trabalhar”, ressaltou o presidente da CDLM, Ralph Assayg. “Todas as minhas empresas estão faltando pessoas. Se alguém está desempregado é porque não tem perfil, nem qualificação e nem vontade. Não vejo desemprego, vejo vontade de não trabalhar”, acrescentou.

Para atender a essa demanda a CDL-Manaus deve fazer um treinamento profissional com 3 mil pessoas do varejo, tanto para quem já está no mercado quanto com para os novatos. As empresas devem procurar a sede CDLM, que está localizada na rua Rui Barbosa, 156, Centro de Manaus.

Inadimplência

O entusiasmo nas vendas, segundo Ralph, tem a ver com o baixo nível de inadimplência registrado no Amazonas, em janeiro - em torno 3%. O percentual está abaixo do índice de endividamento nacional: 5,7%. “Nosso nível de inadimplência foi o menor nos últimos 3 anos. Tem o nível de empregos no Amazonas, que é bom, além do fato de estamos ilhados geograficamente, o que torna mais fácil encontrar o devedor. Fora isso, nossa classe C e D se preocupa mais em não estar inadimplente”, observou o dirigente.

Ralph considera o Amazonas uma economia de emprego e com bom nível salarial, o que reflete no bom desempenho do setor secundário.

Outro indicador positivo foi o acréscimo de 4,5% nas vendas do comércio varejista ao longo de 2012, além do destaque de 9% nas vendas do mês de dezembro, comprado ao mesmo período de 2011.

As Câmaras de Dirigentes Lojistas informam à Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) sobre os números de inadimplência.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.