Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Notícias

Pastora Luciana defende a volta das pregações e manifestações religiosas nos terminais de ônibus

Vereadora de Manaus, por meio de projeto de lei, quer garantir 'a liberdade de expressão e o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos'. Para ela, as manifestações públicas tem papel relevante na sociedade



1.jpg Pastora Luciana assumiu mandato na CMM no início deste ano
11/05/2015 às 15:30

A vereadora Pastora Luciana (PP) protocolou nesta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), um projeto de lei que dispõe sobre a utilização dos terminais de ônibus públicos para apresentação de palestras, pregações e manifestações religiosas no âmbito do município de Manaus. As informações são da assessoria de comunicação da parlamentar.

Luciana, que é líder espiritual da Igreja Ministério Apostólico Sol Brilhante, afirmou que muitos pastores e lideres religiosos a procuraram e solicitaram um projeto que os ampare para que possam fazer, em especial nos terminais de ônibus, pois estão tendo esse direito cerceado devido a resolução do “silêncio excepcional” (025/2012), do Conselho Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Comdema), que definiu como zonas sensíveis de ruídos os postos de combustíveis, terminais de ônibus, além do interior dos veículos de transporte coletivo em geral. A medida coíbe, principalmente, a atuação de pregadores.



“A liberdade de expressão e o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos é um conceito basilar na democracia moderna, na qual a censura não tem respaldo. Desse modo, a iniciativa visa resguardar aos palestrantes e pregadores dos terminais de ônibus a garantia de livre expressão nos espaços públicos, sem acarretar prejuízo à integridade pública”, defendeu a vereadora.

Ela afirmou que a realização de manifestações religiosas nos espaços públicos tem relevante papel na vida da sociedade, na medida em que tais atividades contribuem para a difusão de doutrinas religiosas das mais diversas tendências, favorecendo a livre manifestação do pensamento, garantindo o direito de livre expressão e manifestação religiosa.

“Precisamos trazer de volta esse direito aos cidadãos de Manaus. Trazer de volta, o direito a esses missionários que vem prestando estimável serviço no resgate da cidadania de milhares de pessoas, através da recuperação espiritual, resgate dos usuários de drogas, restauração de famílias e tantas outras ações sociais e comunitárias todas baseadas no evangelho”, disse Luciana.

Em Números

Segundo pesquisas do IBGE, o Brasil tem 202 milhões de habitantes. Ao menos 87% da população brasileira é cristã, perto de 165 milhões, perdendo apenas para os EUA com 246 milhões de cristãos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.