ADIAMENTO

Pazuello adia depoimento à CPI da Pandemia alegando ter assessores com Covid-19

A nova data deve ser analisada pelo colegiado da CPI. Nesta terça-feira, depõem os ex-ministros que antecederam Pazuello: Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

Dante Graça
04/05/2021 às 12:40.
Atualizado em 22/03/2022 às 15:22

(Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello adiou depoimento à CPI da Covid, que estava marcado para esta quarta-feira.

Ele alegou que dois assessores diretos dele estão com Covid-19 para justificar o não-comparecimento. O documento pedindo o adiamento foi apresentado ainda no início da manhã desta terça-feira.

A nova data deve ser analisada pelo colegiado da CPI. Nesta terça-feira, depõem os ex-ministros que antecederam Pazuello: Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

O pedido de adiamento ocorre menos de dez dias após Pazuello passar um fim de semana em Manaus no qual foi flagrado passeando sem máscara em um shopping.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por