Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Notícias

Peregrina amazonense sai de UTI mas continua internada no RJ

Jéssica Magalhães, de 18 anos, estava no Rio de Janeiro participando da Jornada Mundial da Juventude quando precisou ser internada por apresentar graves problemas respiratórios. Ainda não há previsão de alta



1.jpg Jéssica é lembrada pelos amigos por ser ativa nas atividades da Igreja, em especial as voltadas para o público jovem
06/08/2013 às 22:11

A universitária Jéssica Magalhães, 18, que viajou ao Rio de Janeiro para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) e que apresentou grave problema respiratório durante o evento, foi liberada do leito que ocupava no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Municipal Lourenço Jorge na última segunda-feira (5).

A informação foi repassada ao ACRITICA.COM pela Pastoral da Comunicação da Paróquia Divino Espírito Santo, localizada no Coroado, Zona Leste de Manaus. Na madrugada de ontem, o padre Ronaldo Araújo, responsável pela paróquia, viajou ao Rio de Janeiro para acompanhar a evolução clínica de Jéssica, internada desde o dia 26 de julho. Ainda não há previsão de alta.

De acordo com Conceição Medeiros, que integra a Pastoral da Comunicação da paróquia frenquentada pela jovem, Jéssica deixou a cidade no dia 16 de julho e já apresentava um quadro de gripe, que teria se intensificado com a brusca mudança climática ocasionada por uma frente fria que atingiu cidades do sul e sudeste do Brasil.

"Acreditamos que ela tenha piorado com todo aquele frio. A situação ficou bastante complicada, mas aos poucos temos tido notícias de melhora", afirmou Conceição. A universitária já respira sem ajuda de aparelhos, está em uma sala de isolamento e nesta quarta-feira (7) será submetida a um exame de endoscopia, para a identificação da bactéria que causou a doença, possivelmente pneumonia. Familiares também acompanham a jovem na capital fluminense.

Jéssica é lembrada pelos amigos por ser ativa nas atividades da Igreja, em especial as voltadas para o público jovem. Na página oficial da comunidade em uma rede social, muitos votos de recuperação e mensagens de carinho são destinados a peregrina.

Durante a novena fielmente celebrada nos dias 3 de cada mês, os fies da comunidade celebraram a vida de Jéssica e reservaram vários momentos de oração, pedindo a sua recuperação. Apresentações de danças tradicionais da igreja também foram canceladas.

O HOSPITAL
O Hospital Municipal Lourenço Jorge, onde Jéssica permanece internada, funciona desde fevereiro de 1996 e fica localizado na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, pertencendo à Área Programática (AP-4) da Secretaria Municipal de Saúde. Possui 10.700 metros quadrados, 49 leitos, 24 deles possuem capacidades para terapia intensiva.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.