Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
PERÍCIA

Perícia trabalha com hipótese de curto-circuito em incêndio no CT do Flamengo

Sinistro matou dez pessoas e feriu três, na madrugada de hoje (8). Quatro corpos já seguiram para o IML



tmazs_abr_08021911652_76028F4B-C49F-4D25-BC08-9A0A176569B3.jpg Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
08/02/2019 às 11:22

A perícia trabalha com a hipótese de um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado como a principal causa para o incêndio em um dos alojamentos do Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, que matou dez pessoas e feriu três, na madrugada de hoje (8), na cidade do Rio de Janeiro.

“É muito cedo para dizer se foi por causa da rede que deu pico, se foi por causa do aparelho de ar-condicionado ou se foi a rede interna daqui”, disse o vice-governador do Rio, Claudio Bonfim. Segundo ele, os bombeiros foram chamados às 5h14, saíram do quartel às 5h17 e chegaram ao Ninho do Urubu, às 5h38. O fogo já estava controlado às 6h30.

De acordo com Claudio Bonfim, a perícia está sendo finalizada e quatro corpos já seguiram para o Instituo Médico-Legal (IML), no centro do Rio. Entre os mortos, há atletas e funcionários do clube. Todos estão carbonizados o que dificultará a identificação. “Vai depender do DNA ou se há outras formas de reconhecimento”, disse o vice-governador.

Ele adiantou que existe a preocupação de trazer as famílias das vítimas para a cidade, já que muitas moram foram do estado. Para isso, as companhias aéreas estão sendo procuradas. Os atletas estavam alojados em um container e seriam transferidos na semana que vem para acomodações mais modernas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.