Publicidade
Cotidiano
Notícias

Petista há mais de 30 anos, Vital Melo filia-se ao PDT, o partido de Amazonino Mendes

Após mais de três décadas de militância no PT, Vital foi para o PDT e levou junto 170 companheiros 29/08/2015 às 14:46
Show 1
Vital afirmou que, a priori, não pretende ser candidato pelo PDT, mas complementa que essa decisão cabe ao partido
Janaína Andrade Manaus (AM)

Filiado ao PT há 35 anos, Vital Melo filiou-se nesta semana ao PDT, de Amazonino Mendes, e levou com ele mais 170 militantes do Partido dos Trabalhadores.

A filiação ocorreu na quinta-feira (27), em evento realizado na sede do PDT, localizado na rua José Paranaguá, Centro de Manaus. A saída de Vital foi um reflexo ainda da eleição de 2014, quando ocupava o cargo de presidente municipal do PT e optou por contrariar as orientações da direção nacional da sigla e apoiar a reeleição do governador José Melo.

“Hoje tem uma média de 170 pessoas, que eram do PT, e estão em processo de filiação ao PDT, mas há uma ideia muito maior, pois há um grupo significativo me seguindo. No PDT encontramos um terreno democrático aberto para o debate, com instrução de um projeto que podemos dar uma resposta para a sociedade. A minha posição hoje é ser militante do partido onde estou me filiando, mas não pretendo, a princípio, concorrer a nenhum cargo. Mas isso quem vai decidir é o partido mais para frente”, afirmou Vital.

O militante destaca que estava no Partido dos Trabalhadores há 35 anos. “Fui o fundador do partido, militante sempre ativo. Quando fundamos o PT éramos jovens. Eu acreditava que iria mudar o mundo e construir uma nova sociedade, através de um novo regime, para modificar a relação do Estado com o cidadão, mas de lá para cá o PT vem numa lógica de valorizar apenas o resultado eleitoral, além de uma autofagia interna que qualquer liderança que tenha uma certa projeção na mídia para dar sua opinião em cima de conjunturas é mal visto”, relatou o ex-petista.

O presidente estadual do PDT, Stones Machado, declarou que a sigla está “aberta para receber novos companheiros”. “Não se pode dizer que do partido A veio mais ou menos que do partido B. O PDT está aberto para receber os companheiros. Entre os novos filiados, o mais emblemático é o Vital Melo, que esteve com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, antes de oficializar a sua filiação. Nós somos parceiros do PT, não há nenhum problema e está tudo em paz”, avaliou Stones.

Hoje, de acordo com Machado, o PDT possui 10.400 filiados. “Foi um encontro para filiação não apenas de pessoas do PDT, mas também de jovens, advogados, que ainda não possuíam legenda. Esse é um programa de filiação que o partido está fazendo em nível nacional, não tão somente visando a eleição de 2016, mas também mirando na reestruturação do partido. Hoje o PDT no Amazonas possui 10.400 filiados, mas nós não quisemos contabilizar quantas pessoas vieram do PT, essa não é uma preocupação”, afirmou.

De acordo com informações de bastidores, outro petista também ensaia se filiar ao PDT - Francisco Praciano. Mas, de acordo com Stones, ainda não há nenhuma definição. “Ele já foi do PDT duas vezes. Que partido não gostaria de ter o Praciano em seu quadro? Ele é um homem íntegro, célere, responsável e tem a confiança da população do Amazonas”, concluiu.

Blog Vital Melo, filiado ao PDT

Oficializei a minha filiação ao PDT e escolhi essa sigla por uma questão óbvia: fui punido pela direção do PT por ter apoiado a candidatura de José Melo. Eu resolvi procurar um novo ambiente, já que eles cassaram o meu mandato de presidente municipal do PT e deram uma punição de quatro anos sem que eu pudesse me candidatar ou fazer qualquer política interna ou externa. Foi censura pública, sofri um exílio da política interna e externa do partido. O próprio companheiro Praciano saiu desse processo eleitoral (Praciano concorreu ao senado em 2014, sendo derrotado por Omar Aziz) sem ser prestigiado em ser o candidato do PT, ele já foi eliminado dentro de grupos internos da sigla.

Publicidade
Publicidade