Publicidade
Cotidiano
Notícias

PIM: Produção de duas rodas com saldo positivo

O Pan Americano – com taxas de juros de 2,32% ao mês – constitui uma espécie de “banco do meio” na linha de preferência dentre os que operam com juros mais baixos (Honda, 2,27% ao mês) e mais altos (Bradesco, 2,88% ao mês 14/03/2013 às 07:18
Show 1
A concessionária Honda reduziu os preços de algumas motocicletas, como a CB 300. Normalmente, o preço da moto é fixado em R$ 13.390 na loja, mas caiu para R$ 11.690
A Critica Manaus, AM

O início do ano se mostrou promissor para as concessionárias de motocicletas em Manaus. As vendas apresentaram leve melhora, mas elas não abrem mão de campanha para atrair potenciais compradores, usando a redução no preço e condições diferenciadas de financiamento.

A supervisora de consórcio e financiamento da Amazonas Motocenter, Leila Pontes, comentou que a linha de crédito do Pan Americano – anunciada ano passado como uma das medidas para auxiliar o setor de duas rodas – está dando resultado, mesmo com a imposição de entrada mínima de 20%. De acordo com ela, os outros bancos parceiros são bem mais exigentes na análise de crédito, aprovando em sua maioria propostas com indicação acima de 30% de entrada.

O Pan Americano – com taxas de juros de 2,32% ao mês – constitui uma espécie de “banco do meio” na  linha de preferência dentre os que operam com juros mais baixos (Honda, 2,27% ao mês) e mais altos (Bradesco, 2,88% ao mês). Juros que cabem para entrada de 20%.

A concessionária Honda reduziu os preços de algumas motocicletas, como a CB 300. Normalmente, o preço da moto é fixado em R$ 13.390 na loja, mas caiu para R$ 11.690. Além disso, segundo Leila, existe uma campanha de promoções para modelos da família Fan, na qual – apesar de uma taxa mais elevada (2,68% ao mês) – o banco Honda banca em 8% o valor do emplacamento, medida que não costuma ocorrer em financiamentos normais.

Na Centaurus Motos, foram vendidas 30,56% motocicletas a mais em fevereiro: 470 motos faturadas ante 360 de igual período do ano passado. “Estamos tentando marcar reunião para bater o martelo a novas condições de mercado, como zero de entrada pelo banco Honda, além da redução da taxa de juros”, adantou o gerente Leandro Santos.

A gerente administrativa da Manaus MotoCenter, Fabiane Magela, disse que a entrada do Pan-Americano no fianciamento melhorou as vendas, mas explicou que os empresários discutem propostas de promoções para reduzir cada vez mais o estoque, tanto da concessionária quanto da própria fábrica, que está implantada no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Publicidade
Publicidade