Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
Notícias

Piratas são presos em Coari com drogas e armamento pesado

Segundo a Polícia Militar, o policiamento em Coari foi reforçado nos útlimos e a operação 'Regra do Jogo' foi deflagrada para combater a ação de piratas nos rios de Coari, Tefé e Codajás



1.jpg Com a dupla foram apreendidas armas de grosso calibre
16/02/2016 às 19:51

Dois homens, que supostamente agiam como piratas pelos rios dos municípios de Tefé, Coari e Codajás, foram presos pela Polícia Militar no início da noite nesta terça-feira (16). As informações foram confirmadas pelo comandante do Batalhão da PM de Tefé, major Allan

Segundo o comandante, os homens foram presos com armamentos pesados, como fuzil, uma submetralhadora israelense, pistolas e cinco escopetas, além de 14kg de maconha Skunk, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus).



Eles também confessaram, segundo a polícia, pelo menos três homicídios e foram conduzidos para a Delegacia Interativa de Coari, onde estão sendo ouvidos. Um dos envolvidos teria apenas 17 anos, e o outro foi identificado como Manoel Gonçalves Ferreira, 36.

Manoel confessou mortes, segundo a PM

De acordo com o major Allan, a policiamento no município foi intensificado recentemente e a operação “Regra do Jogo” foi deflagrada para combater os crimes pelos rios de Coari, Tefé e Codajás.

Ainda de acordo com o comandante da operação, os suspeitos confessaram que utilizaram um machado para matar  uma das vítimas, que teve o  corpo cortado e jogado no rio. Os restos mortais da vítima não foram encontrados, mas a arma que teria sido usada no crime foi localizada, ainda suja de sangue. “O material vai ser encaminhado para a perícia, para confirmar essa versão que eles estão contando”, disse o comandante. 


Mais de Acritica.com

25 Mai
ARQUIVO_AG_NCIA_BRASIL_8E54B548-1F0D-43FC-B519-959FF459E3B2.jpg

MEC suspende pagamento de parcelas do Fies

25/05/2020 às 13:17

O estudante que tiver interesse em suspender as parcelas deverá se manifestar junto ao banco até 31 de dezembro. A suspensão vale para os contratos que estavam em dia antes da decretação do estado de calamidade pública, reconhecido em 20 de março, e será retroativa às parcelas que não foram pagas desde então


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.