Terça-feira, 13 de Abril de 2021
Mobilidade urbana

Plataformas de ônibus desativadas dificultam locomoção de manauaras

As plataformas estão inativas desde julho do ano passado quando foram fechadas para reestruturação do sistema de transporte coletivo



plats_8C3BA199-D2E9-4898-9CEA-9554C2038FF0.JPG Foto: Arquivo AC
06/04/2021 às 18:11

Mesmo já reconstruídas e aparentemente finalizadas, algumas paradas de ônibus em plataformas permanecem desativadas como as situadas em frente a Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, bairro Flores, zona Centro-Sul e as localizadas na avenida Torquato Tapajós e Max Teixeira, ambas na Zona Leste de Manaus.

As plataformas estão inativas desde julho do ano passado quando foram fechadas para reestruturação do sistema de transporte coletivo. O industriário Aiuby Litaiff, 48, ressaltou a distância entre as paradas de ônibus situadas na avenida Max Teixeira. Com uma plataforma ainda desativada, ele questiona sobre a reativação.



“Eu sempre preciso ir ao conjunto Manoa, e sem essa plataforma, fica difícil. Nunca nem inaugurou, a gente só consegue andar pela passarela mesmo, já ter acesso aos ônibus é impossível”.  O Terminal de Integração 1 permanece também interditado pela Prefeitura de Manaus para a conclusão da Estação de Transferência nos mesmos moldes da estação São Jorge, a qual integra o complexo viário Ministro Roberto Campos, na avenida Constantino Nery.

“A gente ainda se confunde ao pegar o transporte coletivo. Acho que se houvesse o T1 facilitaria a vida de quem precisa ir no Sinetram, por exemplo”, comentou a doméstica Léia Moreira, 57 anos.

Em resposta à reportagem, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), afirma que instituiu um Comitê de crise, onde engenheiros e técnicos estão estudando soluções para concluir essas obras. "O empenho é grande, pois o prefeito David Almeida, e o vice-prefeito Marcos Rotta entendem a necessidade de entregar os equipamentos, como por exemplo o Viaduto do Manoa".

Ainda conforme o Executivo Municipal, assim como no viaduto do Manoa, foram identificados problemas em obras como nas plataformas de ônibus, terminais, ciclovias, entre outras, "algumas inclusive inauguradas e entregues sem estarem completamente concluídas, como é o caso do Terminal de Integração 3, na Cidade Nova".

E finaliza, em nota, que em relação às estações de transferências de ônibus, o IMMU avalia as adequações a serem implantadas tais como mudanças na sinalização e definição das linhas que irão atender as estações.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.