Terça-feira, 22 de Outubro de 2019
Notícias

PM captura 13 quilos de droga durante operação 'Choque de Ordem' em Coari (AM)

A apreensão foi feita na manhã desta segunda (25) dentro de um barco que tinha como destino Manaus. Segundo a PM, a operação “Choque de Ordem” busca reduzir o índice de criminalidade no município de Coari



1.jpg A droga estava dentro de uma mala e, segundo testemunhas, o dono do material fugiu ao perceber a presença dos policias
25/11/2013 às 18:16

Aproximadamente 13,8 quilos de entorpecentes foram apreendidos por policiais militares nesta segunda-feira (25) durante a operação “Choque de Ordem” no município de Coari, a 336 quilômetros de Manaus. A droga, aparentemente cocaína, foi encontrada durante abordagem à embarcação Elyon Fernandes, que navegava pelo rio Solimões do município de Tefé com destino a Manaus.




Segundo o subcomandante de Policiamento do Interior e responsável pela operação, tenente-coronel Everton Cruz, o transporte de drogas pelos barcos de linhas regionais é uma estratégia bastante usada pelos traficantes. Desde o início da operação, em outubro, a polícia já realizou a prisão de várias pessoas envolvidas com o tráfico e a apreensão de vários tipos de entorpecentes, principalmente pasta-base e cocaína, maconha e oxi.


O tenente-coronel Cruz disse que a operação “Choque de Ordem” está reduzindo o índice de criminalidade em Coari por conta do combate ao tráfico doméstico de entorpecentes. “A apreensão desses quase 14 quilos de cocaína com certeza evitará o fomento da criminalidade e causa um prejuízo à economia do tráfico. A operação vai continuar e vamos intensificar a fiscalização nos rios”, disse.

Caçada em Lábrea

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que estão avançadas as investigações com o objetivo de prender a quadrilha que assaltou uma agência do Banco do Brasil no início do mês, em Lábrea, a 700 quilômetros de Manaus. Uma força-tarefa foi montada com 30 homens entre policiais civis e militares, cães farejadores e uma aeronave.

Conforme a SSP, os trabalhos avançaram após a prisão de Israel Lopes de Souza na última quarta-feira (20), que foi denunciado por moradores e confessou ter transportado a quadrilha em uma picape L200 vermelha. A partir da prisão de Israel foi possível localizar um acampamento dentro da mata utilizado como esconderijo pelos assaltantes.

O comandante de Policiamento Especializado, tenente-coronel Fabiano Bó, afirmou que Israel está colaborando com a polícia. “Ele revelou que receberia 20 mil reais pelo serviço”, disse. Israel apontou “Dioninho”, “Pi” e “Doido”, foragidos da Justiça de Porto Velho, e um quarto criminoso do Pará, como participantes do assalto  à agência bancária em Lábrea.

O secretário de Inteligência da SSP, Thomaz Vasconcelos, disse que aumentaram bastante as chances de sucesso na captura do grupo. “Encontramos uma picape Toyota Hilux, preta, placa NOJ 5941, que também foi usada pela quadrilha”, afirmou.

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.