Publicidade
Cotidiano
INTERNACIONAL

Polícia britânica diz ter detido algumas figuras-chave do ataque em Manchester

Oito pessoas estão detidas pela polícia desde a explosão do homem-bomba no show da cantora norte-americana Ariana Grande 26/05/2017 às 15:54
Show ataque
Foto: Reprodução/Internet
Reuters Londres

May disparou de volta. “Jeremy Corbyn tem dito que os ataques terroristas são nossa culpa”, disse a primeira-ministra. "Quero deixar claro um ponto para Jeremy Corbyn e para vocês: e isso é que não pode haver nunca, jamais, uma desculpa para o terrorismo”.

May estava conversando com jornalistas na cúpula dos líderes do G7, onde obteve apoio para agir para impedir que militantes usem a internet para disseminar propaganda.

Uma nova sondagem mostrou que os trabalhistas reduziram a vantagem dos conservadores de May para 5 pontos, o que leva a crer em uma disputa muito mais acirrada do que se previa.

Os correligionários da premiê viram seu apoio cair para 43 por cento e a aprovação dos trabalhistas subir para 38 por cento na sondagem do instituto YouGov, o que fez a libra esterlina perder mais de 0,5 por cento de seu valor perante o dólar e o euro.

Oito pessoas estão sendo detidas pela polícia desde a explosão do homem-bomba no show da cantora norte-americana Ariana Grande. Outras duas pessoas que haviam sido presas nesta semana foram liberadas.

O jornal Guardian, sem citar fontes, disse que três das 10 pessoas presas até agora são irmãos que se acreditava serem primos de Abedi. Seu pai e dois irmãos também foram presos no Reino Unido e na Líbia.

Os policiais que procuram a suposta rede islâmica por trás de Abedi estão interrogando os oito homens de idades entre 18 e 38 anos. Edifícios da área de Manchester e do noroeste inglês estão sendo alvos de operações.

Publicidade
Publicidade