Publicidade
Cotidiano
VIOLÊNCIA

Polícia Civil prende acusado de matar idosa em Iranduba após vítima reagir a estupro

A merendeira Lázara Costa, 67, saía da escola onde trabalhava, na AM-070, quando foi atacada por Domingos Oliveira, 33. Ela reagiu ao crime e foi morta 18/02/2018 às 18:57 - Atualizado em 18/02/2018 às 19:05
Show domingos
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Domingos do Carmo Oliveira, de 33 anos, foi preso preventivamente pela Polícia Civil do Amazonas na manhã deste domingo (18) acusado de matar a idosa Lázara da Trindade Costa, merendeira de 67 anos que foi assassinada em outubro do ano passado após reagir a um estupro quando saía da escola onde trabalhava, no Km 2 da rodovia AM-070, que liga Manaus-Manacapuru.

A vítima foi morta no dia 10 de outubro de 2017. Ela tinha acabado de sair da Escola Municipal Procópio Maranhão, em Iranduba, e se dirigia a um ponto de ônibus na AM-070 quando foi atacada por Domingos. “Foi nesse trajeto que o Domingos abordou a merendeira, com a intenção de violentá-la, porém, a vítima reagiu e os fatos acabaram nesse evento trágico”, explicou o delegado Fábio Aly, titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba.

De acordo com Aly, o homem ficou com o aparelho celular da vítima e chegou a utilizar a linha telefônica por alguns dias. “Durante o cumprimento do mandado, nós encontramos na carteira de Domingo o chip que era utilizado pela dona Lázara, e ainda material pornográfico em CD/DVD”, afirmou.

Hoje (18), Domingos acabou preso no Distrito do Cacau Pirera, em Iranduba. Em depoimento, ele não confessou o crime, porém, afirmou que no dia do fato havia consumido bebida alcoólica em grande quantidade e que encontrou a merendeira no caminho de casa. O infrator afirmou ainda que, no dia posterior, constatou que estava em posse no celular da vítima.

“Podem haver outras possíveis vítimas do Domingos, que tenham sofrido ataques sexuais, portanto, pedimos que essas pessoas que infelizmente tenham passado por essa situação compareçam a DIP de Iranduba para a realização dos procedimentos cabíveis”, completou Aly.

Outras prisões

Além do cumprimento de mandado contra Domingos, policiais da DIP de Iranduba prenderam em flagrante outros dois infratores no Distrito do Cacau Pirêra. Valdecy da Silva e Silva, 33, vulgo “Macaco”, e Janerson Agostinho de Moraes, 24, o “Pesadelo”, foram pegos em uma embarcação de pequeno porte, por volta das 7h30, a caminho de Iranduba.

Segundo o delegado Fábio Aly, “Macaco” havia furtado um aparelho celular por volta das 22h desse sábado (17). Já “Pesadelo” responde a processo por homicídio e é foragido do regime semiaberto do sistema prisional do Amazonas.

*Com informações da assessoria de imprensa.

Publicidade
Publicidade