Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
AM

Polícia Civil registra quatro casos de crimes eleitorais no interior do Estado

Houve uma detenção também no Puraquequara, em Manaus, e as demais foram no interior do Estado, sendo de transporte irregular de eleitores, boca de urna e de uma pessoa ingerindo bebida alcoólica em via pública



manicor_.JPG Imagem do município de Manicoré. Foto: Reprodução/Internet
06/08/2017 às 16:02

Foram registradas até o momento quatro ocorrências de suspeita de crime eleitoral nos municípios do interior do Amazonas. A informação foi confirmada pelo delegado geral da Polícia Civil (PC), Frederico Mendes, que destacou que ainda houve uma detenção no Puraquequara, em Manaus, e as demais no interior do Estado.

As ocorrências foram uma prisão pelo crime de boca de urna em Uarini, distante 565 quilômetros de Manaus, e uma detenção de pessoa ingerindo bebida alcoólica em via pública e a prisão de outra pessoa por suspeita de transporte de eleitores em Manicoré, a 333 quilômetros de Manaus. Em Nhamundá houve transporte de eleitor em uma embarcação, em que houve prisão em flagrante.



O delegado João Batista Flores, interino da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, distante 68 quilômetros em linha reta da capital, que coordena a operação Eleição 2017 em Uarini, informou que um homem foi detido na manhã de hoje, por volta das 10h, na praça da cidade, em frente à Escola Estadual Edson Melo, onde estava acontecendo votação, cometendo crime de boca de urna com a distribuição, em via pública, de santinhos do candidato à eleição suplementar Amazonino Mendes (PDT).

Ele foi levado para a 71ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Uarini, onde autor do delito assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e irá ficar detido até o encerramento da votação.

No caso de Manicoré, o delegado Jardel Rodrigues de Oliveira, da 72ª DIP, informou que abriu Inquérito Policial (IP) para apurar a suspeita de transporte ilegal de eleitores. A autoridade policial não informou mais detalhes sobre as circunstâncias da prisão, dizendo que ainda vai ouvir testemunhas e o infrator.

O delegado da Polícia Federal, Marcelo Bertolucci, destacou a atuação de quase cem homens para o reforço das eleições. Conforme informações do delegado, houve transporte irregular de eleitor no município de Nhamundá, em que houve prisão em flagrante. “Pela legislação atual terá audiência para definir se ficará preso ou não, porque foi uma autuação em flagrante e de delito”, esclareceu.

Foi realizado um sobrevoo na capital e, segundo o delegado da PC, nos locais de maior densidade não houve realização de boca de urna. “Em todos os colégios que passamos, onde há maior densidade de votos que é a Zona Norte e a Zona Leste não conseguimos identificar nada, de forma bastante ordeira, bastante pacífica. A eleição está muitotranquila e esperamos que continue assim”, disse Mendes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.