Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia detém mais um suspeito dos atentados na Dinamarca

Nos dias 14 e 15 de fevereiro em Copenhague duas pessoas foram mortas e cinco feridas. Um dos atentados teve como alvo um centro cultural onde ocorria um debate sobre liberdade de expressão 27/02/2015 às 11:20
Show 1
Abalados com os ataques, cidadãos deixaram flores e velas na porta dos locais dos atentados
Agência Lusa Copenhague

A polícia dinamarquesa anunciou nesta sexta-feira (27) a detenção de mais um possível cúmplice do autor dos atentados de 14 e 15 de fevereiro em Copenhague, que deixaram dois mortos e cinco feridos.

“Hoje, a polícia de Copenhague deteve um homem jovem, suspeito de cumplicidade nas ações do autor dos atentados de 14 e 15 de fevereiro”, informou a polícia em comunicado.

É a terceira detenção por suspeita de cumplicidade. Dois homens, de 19 e 22 anos, estão detidos preventivamente desde 16 de fevereiro, acusados de homicídio, tentativa de homicídio, violência grave e posse ilegal de armas.

O suspeito detido nesta sexta-feira vai se apresentar a um juiz neste sábado (28). O Ministério Público pediu que a audiência ocorra à porta fechada e que a identidade do suspeito não seja revelada, segundo o comunicado.

Os ataques

Em 14 de fevereiro, Omar Abdel Hamid El Hussein, de 22 anos, fez vários disparos contra um centro cultural de Copenhague, onde ocorria um debate sobre liberdade de expressão. Os disparos atingiram um cineasta de 55 anos, que morreu, e El Hussein fugiu do local.

Horas depois, na madrugada de 15 de fevereiro, El Hussein matou um homem de 37 anos, judeu, que fazia segurança na mesquita de Copenhague, e continuou em fuga. O autor dos ataques acabou morrendo na manhã seguinte, durante uma troca de tiros com a polícia.

Publicidade
Publicidade