Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia Federal é acionada para investigar morte da soldado Deusiane Pinheiro

Procuradora da Mulher no Senado, a senadora Vanessa Grazziotin fez o pedido diretamente ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Família da policial acredita em homicídio 06/08/2015 às 18:33
Show 1
Três meses depois, morte da soldado Deusiane da Silva permanece sem explicação
acritica.com* ---

A Procuradoria Especial da Mulher no Senado solicitou ao Ministério da Justiça que a Polícia Federal investigue o caso da morte da soldado da Polícia Militar Deusiane da Silva Pinheiro, morta em abril passado com uma perfuração na cabeça feita por arma de fogo quando estava a serviço do Pelotão Fluvial do Batalhão Ambiental.

A Polícia Militar (PM) suspeita de suicídio, hipótese descartada pelos familiares que acreditam em assassinato. Segundo os parentes da militar, pouco antes da morte, ela havia terminado um caso de um ano com o cabo Elson Santos após descobrir que ele era casado. A família assegura que a soldado sofreu ameaça de morte por parte do cabo que não aceitava o fim do relacionamento.

Procuradora da Mulher no Senado, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) fez o pedido diretamente ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, por entender que o crime ocorreu em uma embarcação apreendida pela PF "e que no momento do fato encontrava-se em área administrada pela mesma instituição". Para a senadora, a PF já deveria estar investigando o caso.

Segundo Grazziotin, todos os detalhes de supostas irregularidades ocorridas durante o procedimento administrativo de inquérito policial militar, suspeitas de ausência de imparcialidade, encontram-se em farta documentação já protocolada pela advogada da família no Ministério da Justiça.
Na condição de procuradora, a senadora explicou que recebe diariamente inúmeras denúncias de violências, crimes de gênero e maus tratos praticados contra mulheres que são encaminhados para os órgãos competentes.

*Com informações da assessoria da senador Vanessa Grazziotin

Publicidade
Publicidade