Quarta-feira, 03 de Março de 2021
SUFOCAMENTO

Polícia indicia segurança acusado de sufocar e matar jovem em supermercado do Rio

Davi Amâncio foi indiciado por homicídio com dolo eventual por sufocar e matar Pedro Henrique em um supermercado na Barra da Tijuca. Agora, o inquérito será encaminhado à Justiça



ffraz_abr_20021912128_91392EBD-F512-43DE-9D21-DE77C4C99C44.jpg Foto: Agência Brasil
15/03/2019 às 12:19

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro indiciou por homicídio com dolo eventual o segurança Davi Amâncio, acusado de matar um jovem por sufocamento no dia 15 de fevereiro em um supermercado da Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. Agora, o inquérito será encaminhado à Justiça.

O jovem Pedro Henrique Gonzaga foi morto dentro do supermercado Extra, na Barra da Tijuca, depois que Davi Amâncio o imobilizou com um mata-leão, golpe em que a pessoa sufoca a outra com uma chave de braço. O segurança ficou sobre a vítima durante longo tempo até matá-la.



Davi Amâncio alegou que a vítima, Pedro Henrique, tentou roubar a arma dele e que aplicou o golpe para se defender. Entretanto, para a polícia, a vítima não oferecia mais risco à integridade do segurança quando ele imobilizou o jovem, conforme foi comprovado através de imagens de câmera de segurança.


Mais de Acritica.com

2 Mar
155888496_10225477909759177_7982991234948859702_o_85AE5B9F-DF53-47FE-9A87-B7676D39D101.jpg

Briga por herança motivou morte de peixeiro, diz polícia

02/03/2021 às 20:28

Quase duas semanas depois da morte do peixeiro Adinaldo Faria de Souza, 44, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) concluiu que o assassinato foi resultado de uma trama em família por “herança”, “seguro de vida” e “dinheiro” da vítima


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.