Quinta-feira, 06 de Maio de 2021
Vendas ilegais de cirurgia

Polícia investiga denúncia de venda de cirurgias no Hospital Adriano Jorge

Investigação está sendo feita pela Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (DECCOR)



show_show_show_funda__o_9B1E01AB-7F96-4621-8809-D5A666DA8EC8.jpg Foto: Arquivo A CRÍTICA
03/12/2020 às 10:15

Policiais da Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (DECCOR) realizaram uma visita de busca e apreensão na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), situada no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, na manhã desta quinta-feira (3). De acordo com o delegado Guilherme Torres, titular da unidade policial, a DECCOR está investigando uma denúncia de venda de cirurgias que teria acontecido dentro do hospital.

A denúncia partiu de dentro do FHAJ. A investigação foi pedida à DECCOR pelo Ministério Público do Estado do Amazonas, segundo o delegado. Torres, em pronunciamento feito à imprensa, na manhã de hoje, não confirmou quem são os envolvidos na venda de cirurgias. “A gente está investigando essa questão, já temos alguns suspeitos”, afirmou.



Na visita feita ao hospital, os policiais recolheram documentos e objetos, que, segundo Torres, “já comprovam algumas materialidades” referentes ao caso. Mais informações sobre a ação policial devem ser divulgadas pela Polícia Civil (PC) no decorrer da semana, após progresso nas investigações.

Torres afirmou, ainda, que a ação criminosa ocorreu somente no Hospital Adriano Jorge.

A equipe de reportagem contatou a Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM) e aguarda nota de pronunciamento sobre o caso.

Resposta da Secretaria

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) informou, em nota, que instaurou, por meio da Secretaria Executiva de Controle Interno, um procedimento para apurar, administrativamente, o caso. A SES-AM afirmou, ainda, que a denúncia feita ao Ministério Público partiu da direção do hospital. A instituição disse, também, que está dando “total e irrestrito apoio à Polícia Civil do Amazonas”, durante as investigações do caso. 

“A SES-AM ressalta que tem trabalhado com total transparência em seus atos, fortalecendo os mecanismos de controle interno, organizando procedimentos e fluxos para oferecer um serviço de saúde eficiente e para coibir qualquer tipo de prática prejudicial ao Estado e à sociedade”, afirmou a instituição.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.