Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia investiga: Ex-marido é o principal suspeito de ter mandado matar radialista em Tabatinga

Segundo testemunhas, ‘Edmar’ não aceitava a separação e o romance de Lana com o novo namorado que é militar do Exército Brasileiro 27/05/2013 às 08:17
Show 1
A Polícia Civil de Tabatinga trabalha inicialmente com a hipótese de execução, tendo em vista que a gerente já havia recebido ameaças de morte do ex-marido
Bruna Souza Manaus, AM

A gerente da Rádio Nacional do município de Tabatinga, (localizada a 1.116 km de Manaus), a radialista Lana Micol Cirino, 30, foi assassinada no fim da tarde de domingo (26) com três tiros na cabeça em frente da sua residência situada no bairro Ibirapuera. A radialista estava acompanhada do atual namorado e da filha de cinco anos que não foram atingidos pelos tiros. A polícia investiga o caso, e o ex-marido, identificado apenas como ‘Edmar’ é o principal suspeito de ter mandado executar Lana.

O assassinato aconteceu após dois homens não identificados que estavam em uma motocicleta, se aproximarem da casa da radialista e dispararem pelo menos oito tiros contra Lana Micol, que chegou a ser socorrida até o Hospital de Guarnição do Exército, em Tabatinga. Depois de 40 minutos de tentativas para reanimar a radialista, ela não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde. 

A Polícia Civil de Tabatinga trabalha inicialmente com a hipótese de execução encomendada por motivo passional, tendo em vista que a gerente já havia recebido ameaças de morte do ex-marido e registrado Boletins de Ocorrência na Delegacia Interativa da cidade. 

Segundo testemunhas, ‘Edmar’ não aceitava a separação e o romance de Lana com o novo namorado que é militar do Exército Brasileiro. Lana Micol, que é natural de Tabatinga, havia se separado do ex-marido há pouco mais de um ano.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, os delegados do município investigam o caso e nesta segunda-feira (27) irão ouvir familiares e testemunhas do crime. Ainda segundo a assessoria, o ex-marido não foi localizado pela polícia. Ele será notificado para comparecer à delegacia e prestar esclarecimentos. Há informações de que ‘Edmar’ esteja em Manaus e, por isso, não foi encontrado pela polícia.

Familiares da vítima informaram que Lana Micol estava planejando se mudar para Manaus, onde a maioria dos parentes reside, mas teve o desejo interrompido. Além da filha de cinco anos que presenciou o crime, a radialista tinha outro filho de 12 anos. 

Publicidade
Publicidade