Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia investiga morte de agricultor de Novo Airão

A polícia investiga o crime e corpo, além de familiares e suspeitos, foram trazidos para Manaus 08/09/2013 às 12:27
Show 1
O corpo chegou na capital amazonense na manhã deste domingo (7)
Florêncio Mesquita Manaus, AM

O agricultor Rodrigo Silva, 27 foi morto com um tiro de espingarda calibre 12, pelas costas, na noite de sábado (7), na comunidade igarapé Açu, no município de Novo Airão - localizado a 115 quilômetros de Manaus. O corpo chegou na capital amazonense na manhã deste domingo (7), juntamente com familiares que serão ouvidos pela polícia e suspeitos do crime.

Rodrigo foi atingido logo após deixar a canoa que conduzia, na frente da casa de duas amigas. Ele deu carona às mulheres que desceram primeiro com duas crianças. Ele foi o último a descer por volta das 22h, quando uma outra canoa com três homens encostou na margem do rio e um deles efetuou o disparo. A vítima não resistiu e morreu no local.

Segundo testemunhas, os suspeitos ainda lançaram a canoa da vítima para o meio do rio. O que chama atenção segundo o irmão de Rodrigo, o professor Dayvison Pereira da Silva, 23, é o comportamento das mulheres. Elas viram toda a ação e após a morte, conforme Dayvison, colocaram o corpo de Rodrigo em uma embarcação e o levaram para a casa onde ele morava com o pai e o tio, na comunidade São Thomé, a 15 minutos de voadeira.

“Elas simplesmente chegaram, jogaram o corpo do meu irmão na casa do meu pai, não deram explicação e fugiram para Manaus”, disse.

A motivação do crime ainda não está esclarecida e a polícia não confirmou as duas mulheres como suspeitas. Elas foram levadas à delegacia para prestar esclarecimentos e a polícia continuará investigando o caso. O corpo foi trazido por policiais e chegou no Porto do São Raimundo ainda nesta manhã e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

#Leia mais na edição impressa do jornal A Crítica desta segunda-feira (9)

Publicidade
Publicidade