Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Notícias

Polícia investiga participação de outras pessoas no assalto ao Banco do Brasil de Iranduba

Um dos envolvidos, já preso, é considerado o maior assaltante da Região Nordeste. Nesta quinta-feira (23), foram apresentados os quatro assaltantes presos em Manaus e no Ceará



1.jpg Presos foram apresentados em coletiva de imprensa na sede da Derfd
23/07/2015 às 14:55

Segundo a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), ainda há envolvidos no roubo à agência do Banco do Brasil de Iranduba soltos. Na segunda-feira (20), A PC-AM parceria com policiais civis do Departamento de Inteligência Policial (DIP) do Estado do Ceará, prendeu quatro envolvidos no assalto, ocorrido na manhã do dia 29 de maio deste ano.

"As investigações irão continuar para tentarmos prender outras pessoas envolvidas no delito”, o delegado adjunto Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Péricles Nascimento.



Entre os assaltantes presos está Pedro Gomes da Silva Filho, 54, conhecido como “Pedro das Vacas”, que já cumpriu pena de 13 anos por roubo à banco. Também foram presos Rosivaldo Ferreira Barros, 36, o “Magrelo”; Iran Santana da Silva, 40; e Lerivelton Maia Silva, 47. Pedro Gomes e Lerivelton Maia foram presos no Ceará.

Péricles Nascimento informou  que Lerivelton é conhecido pela alta periculosidade. Ele tem passagem pela polícia por homicídio cometido no estado de Roraima e muitos roubos praticados no Nordeste.

Já Pedro é considerado o maior assaltante da Região Nordeste, sendo procurado nos Estados da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, além do Amazonas. “Ele cumpriu 13 anos de prisão por roubo a banco na Penitenciária Industrial do Cariri, em Juazeiro do Norte (CE), e estava em liberdade desde fevereiro de 2014”, disse.

"Pedro das Vacas" foi preso no Ceará

Os assaltantes foram apresentados à imprensa em coletiva na sede da Derfd, localizada na Avenida J do Bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus.

Captura do bando

De acordo com o delegado titular da Derfd, Adriano Felix, o bando foi capturado em uma ação simultânea realizada no Amazonas e Ceará, em cumprimento a mandados de prisão preventiva por roubo majorado, expedidos no último dia 13 de julho, pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Iranduba.

Em Manaus, os policiais da Derfd prenderam Iran no bairro Novo Israel, Zona Norte da cidade, e Rosivaldo na Avenida Constantino Nery, bairro Flores, Zona Centro-Sul. Pedro, que é apontado como líder da quadrilha, e Lerivelton foram presos no estado do Ceará, nos municípios de Itaitinga e Quixadá, respectivamente.

 “O grupo ficou observando a rotina dos funcionários da agência durante duas semanas e na noite do dia 28 de maio a quadrilha sequestrou o gerente e o vigilante da agência bancária, no momento em que eles trafegavam pela rodovia Manoel Urbano. Em seguida eles foram até a residência do gerente, no bairro Nova Cidade, em Manaus, onde fizeram, além dos dois homens, os familiares do gerente reféns, até a manhã do dia seguinte”, disse Felix.

Adriano Félix  informou que os homens levaram o gerente e o vigilante ao banco, no carro do gerente, modelo Fiat Idea, para sacar R$ 375 mil. Os demais indivíduos permaneceram na residência do bancário, ameaçando a família dele de morte caso alguns deles acionasse a polícia ou tentasse fugir. “Os autores do crime chegaram ao banco por volta das 9h, fizeram outros funcionários e clientes reféns, pegaram o dinheiro e fugiram no carro do gerente. Horas depois atearam fogo no veículo”, afirmouo delegado titular da Derfd.

Péricles Nascimento destacou que o dinheiro foi dividido entre o grupo. Lerivelton comprou uma Saveiro, de cor vermelha, no valor de R$ 58.900 mil, colocou o veículo em um caminhão baú e seguiu em direção ao Ceará. “O veículo foi apreendido durante a ação no Ceará e será trazido a Manaus", frisou o adjunto da delegacia especializada.

O titular da Derfd ressaltou que as investigações iniciais realizadas pelos policiais civis da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, sob o comando do delegado Paulo Mavignier, foram fundamentais para o desfecho desse caso. “Quero agradecer a parceria dos policiais da 31ª DIP, que desde o dia do crime estiveram empenhados na elucidação do crime”, finalizou Felix.

Ao término dos trâmites legais realizados na Derfd, os quatro homens serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da cidade, onde irão aguardar julgamento.

*Com informações da assessoria de imprensa da PC-AM


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.