Publicidade
Cotidiano
Notícias

Polícia Militar do Amazonas enviará 100 agentes para conter tumulto em Coari

A PM estima que os agentes que seguem em aviões deverão desembarcar em Coari por volta das 18h 15/01/2015 às 01:18
Show 1
População incendiou residência do prefeito de Coari
Raphael Lobato Manaus (AM)

CONFIRA AQUI GALERIA DE IMAGENS

A Policia Militar do Amazonas (PM-AM) informou que 100 agentes embarcaram, no inicio da tarde desta quarta-feira (14), para o município de Coari, onde centenas de manifestantes se mobilizam em atos de protesto contra a administração do prefeito Igson Monteiro (PMDB).

Desde às 8h da manhã, o grupo já atacou a casa do prefeito, a Câmara do município e ameaçam incendiar a sede da prefeitura. A PM estima que os agentes que seguem em aviões deverão desembarcar em Coari por volta das 18h.

Revolta por falta de pagamento

A residência do prefeito cassado de Coari, Igson Monteiro (PMDB), foi alvo de um ataque popular, na manhã desta quarta-feira (14). A casa, reformada recentemente, fica localizada na rua 2 de dezembro, no bairro Tauamirim. Populares invadiram a casa, quebraram utensílios domésticos, arrastaram móveis para a via pública e tocaram fogo. A Câmara de Vereadores do município também é alvo de ataques da população.

"Entraram na casa do prefeito. Quebraram tudo, levaram para a rua e estão tocando fogo", disse um morador do município ao portal acritica.com. "É na casa nova dele, que ele reformou e deu para a mãe", informou o morador. O carro do prefeito, uma picape S10, foi danificada pelos moradores.

A fonte também relata que tiros foram ouvidos pela vizinhança. A revolta popular, segundo o morador, acontece em virtude da falta de pagamento especialmente de funcionários públicos. "A população está revoltada com a falta de pagamento. Enquanto isso eles viajam".

Cerca de 100 manifestantes seguem agora para a sede da prefeitura do município, onde prometem novos ataques. O grupo iniciou as ações por volta das 8h desta manhã invadindo um imóvel de propriedade do prefeito Igson Monteiro. Depois, segundo relatos de participantes, seguiram até outra região onde o peemedebista também tem residências.

No local, os manifestantes invadiram as propriedades, saquearam móveis e chegaram a empurrar um veículo para dentro do rio. Segundo o Conselho de Cidadãos de Coari (Concico), o grupo planeja ainda atacar a residência de vereadores do local. A Câmara municipal também foi alvo de depredações.

"A cidade está um grande caos. A polícia não está conseguindo controlar as pessoas. Esse pessoal não vai parar tão cedo", disse Raione, membro do Conselho de Cidadãos de Coari,  por telefone.

Publicidade
Publicidade