Publicidade
Cotidiano
Escalonamento salarial

Policiais civis ameaçam entrar em greve caso LOA 2017 exclua escalonamento salarial

Investigadores, peritos, escrivães e até delegados prometem parar caso a 3ª parcela do escalonamento salarial fique de fora da Lei Orçamentária 2017 20/11/2016 às 15:00 - Atualizado em 20/11/2016 às 15:04
Show 756428
LOA deve ser votada nesta segunda-feira (21) na Assembleia Legislativa (Foto: Antônio Menezes)
acritica.com

Investigadores, peritos, escrivães e até delegados da Polícia Civil do Amazonas prometem parar as atividades caso a terceira parcela do escalonamento salarial da categoria não seja contemplado na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, conforme informou o presidente do Sindicato dos Funcionários da Policia Civil do Amazonas (Sinpol), Moacir Maia.

De acordo com o presidente da entidade, a Casa Civil do Governo do Amazonas encaminhou a LOA para a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) para que fosse votada nesta segunda-feira (21), porém foi deixada de fora do documento a terceira parcela do escalonamento que deveria ser paga em janeiro de 2017. A categoria está descontente e ameaçando fazer greve.

De acordo com Moacir, mais de 400 policiais civis foram convocados para nesta terça-feira (22) visitarem a sede da ALE-AM fazer pressão para que deputados não votem a LOA sem que haja uma emenda incluindo o pagamento do escalonamento. “Vamos tomar conta da galeria e apelar para a sensibilidade dos nossos parlamentares, para a necessidade da categoria”, disse Moacir Maia.

Publicidade
Publicidade