Publicidade
Cotidiano
Notícias

Policiais Civis entram em confronto com traficantes ao desarticularem laboratório

Ao avistar os agentes, Denilson Júlio Ferreira da Silva, o "Sassá", jogou o veículo que conduzia em cima do chefe da investigação, que teve a perna gravemente ferida. "Sassá" levou dois tiros e foi preso 13/08/2013 às 21:10
Show 1
Faberson Mattos (foto) e Denilson Julio Ferreira da Silva, o 'Sassá" reagiram à prisão na abordagem policial
Bruno Strahm Manaus (AM)

A Polícia Civil desarticulou, na tarde desta terça-feira (13), um grande laboratório de drogas e 16 quilos de entorpecentes na Rua João Dourado, nº28, Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, comandado por Denilson Júlio Ferreira da Silva, o "Sassá", 29, e Faberson Mattos, 23 - apontados como chefes do tráfico dos bairros Praça 14 e Cachoeirinha, respectivamente. Na ação, dois policiais se feriram, um deles gravemente e "Sassá" levou dois tiros.

A operação foi fruto de 3 meses de investigação. Autorizados pelo juiz Luiz Cláudio Chaves, da 2º Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes, os policiais civis estavam de campana na frente do local indicado, esperando os suspeitos chegarem, por volta das 14h.


De acordo com a delegada Vanessa Pereira Ricardo, Sassá é um traficante que age há muito tempo em Manaus. “Sassá já havia sido preso pela Depre em outubro do ano passado em uma operação na Praça 14, ele saiu da prisão e soubemos que ele havia voltado para o tráfico, confirmamos e focamos as investigações nele. Há três dias os agentes estavam monitorando o laboratório para realizar a prisão no momento certo”, disse.


Quando Sassá e Fábio chegaram, a bordo de uma picape Chevrolet S-10 preta de placa NOX 6914, eles saíram do veículo mas, ao perceberem a abordagem dos policiais, entraram de volta no carro e deram ré em cima dos policiais.

O chefe da investigação, Hudson Bonfim da Silva, teve a perna direita esmagada no acidente, que lhe causou uma fratura exposta. Outro policial, Sander Van Zeller, sofreu escoriações leves. Sassá, que estava ao volante da picape, foi atingido duas vezes: na perna e na barriga.

Hudson e Sassá foram encaminhados ao Hospital João Lúcio na Zona Leste. “Hudson está consciente, bem e está sendo submetido a exames para possivelmente passar por cirurgia”, completou a delegada.

Já Sassá passou por procedimento cirúrgico para retirada dos projéteis.

16 quilos de droga
Após a prisão dos dois suspeitos, os policiais ainda apreenderam 16 quilos de entorpecentes: 10 quilos de cocaína pura, 4 quilos de pasta-base e 2 quilos de maconha prensada, além de duas balanças comuns, peneiras, solução de bateria, bicarbonato de sódio, três pensas grandes, liquidificadores, um celular e caderno de contabilidade.


O caso foi encaminhado à Delegacia Especializada em Prevenção e Repreensão a Entorpecente (Depre), onde os dois foram autuados por tráfico de drogas associação para o tráfico e resistência à prisão.





Publicidade
Publicidade