Publicidade
Cotidiano
Notícias

Policiais militares são acusados de tortura e morte em Manaus

A polícia negou que os PMs tenham torturado Manoel, mas afirma que um deles atirou na cabeça do ajudante de pedreiro 03/04/2013 às 17:29
Show 1
Policial militar mata com um tiro Edivaldo Lobato da Silva dentro de seu quarto
Thiago Monteiro* Manaus (AM)

Três soldados da Polícia Militar lotados na 28ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que não tiveram os nomes revelados, são suspeitos de executar o ajudante de pedreiro Edivaldo Lobato da Silva, 27, com um tiro na cabeça e torturar o irmão da vítima, o ajudante de pedreiro Manoel Lobato, 24, por volta de 1h50 desta quarta-feira (3), dentro de uma residência na Rua Beira Rio, no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste.

De acordo com informações do cunhado da vítima, que preferiu não se identificar, o crime aconteceu quando Manoel andava pelo bairro à procura do irmão e foi abordado pelos PMs que estavam na viatura 6406 da 28ª Cicom.

Ainda, segundo o cunhado, ao ser abordado, os policiais estavam procurando drogas com Manoel e foram até a residência de Edivaldo.

Na corregedoria da SSP foi aberto um inquérito para apurar a conduta dos soldados, caso for constatado alguma negligência na abordagem os três vão responder um processo administrativo e poderão ser presos no Batalhão da PM, no Monte das Oliveiras, Zona Norte.

*Confira mais informações sobre o caso na edição impressa do jornal A Crítica desta quinta-feira(4).    


Publicidade
Publicidade