Publicidade
Cotidiano
Notícias

Policiais reforçam buscas por quadrilha que assaltou banco em Lábrea, no interior do Amazonas

Município amazonense de Lábrea recebe reforço policial para auxiliar nas buscas por bando que levou R$ 1 milhão 05/11/2013 às 18:39
Show 1
O grupo conseguiu fugir levando R$ 1 milhão do cofre do banco, pertences e dinheiro pessoal das vítimas. Dois carros foram utilizados para fuga
Jaize Alencar Manaus (AM)

Aproximadamente 30 policiais militares do Comando de Policiamento Especial (CPE) de Manaus foram enviados para intensificar a busca pelos assaltantes que roubaram R$ 1 milhão de uma agência bancária no município de Lábrea, a 703 quilômetros da capital, na última segunda-feira (4).

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar (PM), o reforço foi encaminhado para fechar o cerco na rodovia a BR-230 (Transamazônica), que dá acesso ao município de Humaitá (a 600 quilômetros de Manaus).

Após o assalto, a quadrilha foi perseguida pela PM local. Os suspeitos seguiram até o quilômetro 20 da BR-230, onde liberaram os reféns e logo depois abandonaram os veículos, ateando fogo num Ford Focus no intuito de bloquear uma ponte. Depois, eles seguiram a pé floresta adentro.

A PM acredita que a quadrilha possa estar escondida na mata ao longo da rodovia e por isso intensificou as buscas com cães farejadores, helicóptero, viaturas da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e Comando de Operações Especiais (COE).

A Polícia Civil também participa da operação, porém a assessoria de comunicação não soube informar qual o efetivo de policiais civis envolvidos nas buscas pelos assaltantes.

Fortemente armados

De acordo com o 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Humaitá, os indivíduos estavam fortemente armados com quatro fuzis calibre 762, armamento semelhante ao utilizado pelo Exército Brasileiro.

Durante a fuga, os homens entraram em confronto com a polícia e chegaram a trocar tiros com os agentes, que possuíam armamento inferior ao dos assaltantes.

O Comando Militar da Amazônia (CMA) informou que o Exército Brasileiro utiliza como armamento básico o Fuzil Automático Leve (FAL) de calibre 762, mas não pode afirmar que o armamento utilizado pelos assaltantes seja das Forças Armadas, sugerindo que podem ser fruto de contrabando.

Ainda de acordo com o CMA, a PM do Amazonas só pode utilizar fuzis se autorizados pelo Exército Brasileiro por meio de legislação estabelecida, e se explicar os motivos pelos quais deseja utilizar o armamento específico.

Publicidade
Publicidade