Segunda-feira, 15 de Julho de 2019
HOLLYWOOD

Políticos de Los Angeles pedem que estrela de Trump seja retirada da Calçada da Fama

Militantes argumentam que a estrela deve ser retirada "devido ao tratamento perturbador (do presidente) às mulheres e a suas ações que não representam os valores de West Hollywood, da região, do estado e do país"



15325699805b59297c14b2e_1532569980_3x2_md.jpg
08/08/2018 às 13:44

O conselho municipal de uma pequena cidade do condado de Los Angeles solicitou que a estrela do presidente Donald Trump seja retirada da Calçada da Fama de Hollywood, após ter sido vandalizada há menos de duas semanas.

Os vereadores de West Hollywood - que tem uma alta população LGBTQ+ e é conhecida por sua vida noturna agitada - "aprovaram por unanimidade" esta resolução para remover o reconhecimento dado ao, agora presidente. Em 2007, Trump recebeu o mérito por seu programa "The Apprentice" ("O Aprendiz").

Os políticos argumentam que a estrela deve ser retirada "devido ao tratamento perturbador (do presidente) às mulheres e a suas ações que não representam os valores de West Hollywood, da região, do estado e do país".

A medida foi aprovada na noite de segunda-feira. A decisão final será da Câmara de Comércio de Hollywood, que administra a Calçada.

Esse organismo já rejeitou uma solicitação, em 2015, para retirar a estrela do comediante Bill Cosby, condenado por agressão sexual.

A estrela do presidente foi destroçada na madrugada do dia 25 de julho por Austin Clay, que se entregou às autoridades e foi denunciado por vandalismo.

A estrela de Trump já havia sido atacada em outubro de 2016, quando ele era candidato à presidência pelo partido Republicano.

James Otis foi condenado, também por vandalismo, a três anos em liberdade condicional com 20 dias de serviço comunitário e um pagamento de 4.000 dólares pelos danos causados.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.