Sábado, 20 de Julho de 2019
Notícias

Polo naval terá R$ 1 bi em linhas de finaciamento na região norte

O aporte financeiro do BNDES será aplicado nos próximos três anos em linhas de créditos aos empresários



1.jpg Gerente do setor de Transporte do BNDES, Nelson Tucci anunciou os financiamentos
08/08/2013 às 09:09

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estima oferecer cerca de R$ 1 bilhão em linhas de financiamentos para a construção naval na Região Norte, sendo R$ 600 milhões para o Amazonas nos próximos três anos. Enquanto isso, o Governo do Estado trabalha pela implantação do polo naval em Manaus, cujas obras estão embargadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

O assunto foi tratado ontem durante o Encontro da Indústria Naval, realizado na Federação da Indústria do Amazonas (Fieam), que esclareceu para a plateia de empresários as opções de financiamentos oferecidas pelo banco para micro, pequenas, médias e grandes empresas do setor.

Hoje, o BNDES trabalha com três formas de financiamentos: operações diretas com o banco para valores acima de R$ 10 milhões; operações indiretas com instituições financeiras parceiras; e operações mistas. Mas o Fundo da Marinha Mercante é considerado a melhor opção de fomento ao setor naval no Brasil.

“Aqui no Amazonas, 90% das empresas trabalham com recursos próprios. Por isso, estamos mostrando as opções do banco”, disse o gerente do Departamento Transporte e Logística do BNDES, Nelson Tucci.

Para aprovar crédito, os bancos exigem certidões tributos federais e estaduais, licenças ambientais, comprovação de adimplência e projeto de viabilidade econômica. O BNDES oferece prazos de financiamentos de cinco a 20 anos, além de juros de 3,5 % 9,5% dependendo do setor.

“Achei que o polo naval daqui estava numa fase mais adiantada, mas está parado. É preciso licença ambiental, terreno para viabilizarmos os recursos”, informou.

O Banco da Amazônia e a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) também tem linhas de crédito para a construção naval.

Sindnaval

O Governo do Estado discute há anos a implantação de um polo naval em Manaus para centralizar as empresas que já produzem embarcações aqui e atrair novos investimentos. A área do polo está localizada na margem esquerda do rio Amazonas, no bairro Puraquequara. No entanto, para começar as obras, o MPF exige que o governo faça consultas prévias com as comunidades tradicionais que vivem nessa área. O assunto está em discussão.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.