Publicidade
Cotidiano
Notícias

PPS decide por unanimidade expulsar seus dois vereadores

Professor Samuel e Professora Jaqueline são acusados de infidelidade partidária por terem votado em Wilker Barreto para a presidência da CMM 22/12/2014 às 14:18
Show 1
Vereadores Professora Jaqueline e Professor Samuel foram expulsos do PPS como forma de punição
Luciano Falbo Manaus (AM)

As direções estadual e municipal do Partido Popular Socialista (PPS) decidiram expulsar os vereadores Professor Samuel e Professora Jaqueline da sigla. A decisão, de acordo com o presidente estadual do partido, Guto Rodrigues, tomada em reunião no sábado (20), foi unânime.

A expulsão é desdobramento da eleição para a presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na qual os dois vereadores, contra a orientação do PPS, votaram no candidato indicado pelo prefeito Artur Neto (PSDB) para o posto, o vereador Wilker Barreto (PHS), que se sagrou campeão.

“O indicativo de expulsão foi aprovado por unanimidade. Eles cometeram infidelidade partidária ao votar no candidato do prefeito Artur para a presidência. O caso já está no nosso setor jurídico para as devidas providências. Eles não tiveram um comportamento socialista, não atenderam a decisão coletiva. O mandato é do partido e eles têm o obrigação de honrar esse compromisso”, afirmou Guto Rodrigues.

Procurado pela reportagem, o vereador Professor Samuel  disse que vai acionar a Justiça. "Diante dessa decisão do PPS, vou acionar minha assessoria jurídica para tomar providências. Confio na Justiça do Amazonas", afirmou o parlamentar. Já Jaqueline está viajando para o interior do Estado e a reportagem não conseguiu contato com a vereadora.

Publicidade
Publicidade