Publicidade
Cotidiano
Notícias

Preços de materiais escolares variam mais de 1200% entre lojas especializadas de Manaus

É o que informa a pesquisa realizada pelo Procon-AM, feita entre os dias 6 e 7 de janeiro. Seis estabelecimentos comerciais foram analisados.   12/01/2015 às 18:29
Show 1
O Procon alerta que a pesquisa de preço é essencial para quem deseja fazer economia
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Os preços dos materiais escolares nas livrarias de Manaus variam mais de 1000% de uma loja para outra. Foi o que constatou o Programa Estadual de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-AM), que realizou uma pesquisa de preços em seis estabelecimentos comerciais em Manaus, entre os dias 6 e 7 janeiro.  

O preço da caneta BPS 0.7, da Pilot, por exemplo, varia 1.231,11% nas lojas pesquisadas. Já a caneta Trilux, da fabricante Faber Castell, tem preço que varia 786,67%. 

A borracha Mercur Prima de duas cores, da fabricante Mercur, sofre uma variação de 185,71%. Já a diferença de preço da FC Form Colors Fluorescent, da Faber Castell, é de 149,44%. 


Um dos itens mais importantes da lista, o caderno, também possui uma variação alta. Enquanto os cadernos brochuras da Foroni relatam uma diferença de 240,63%, os da Hello Kitty, da Grafons, chegam a 340%. Tanta diferença assim pesa bastante no bolso do consumidor.  Com essa pesquisa, além de comparar preços, o comprador pode economizar tempo e gastos com transporte. 
“O consumidor deve pesquisar bem antes de sair às compras”, ressalta Janaína Sales, diretora do Procon-Am. Ela também orienta que, antes de ir às compras, é importante verificar quais itens restaram do período letivo do ano passado e avaliar quais podem ser reaproveitados. Além de fazer a pesquisa de preços em três estabelecimentos comerciais. 

As promoções devem ser vistas com cautela já que alguns produtos podem ter o preço atrativo, mas outros não. A melhor opção é fracionar as compras. Quanto as marcas que estão na moda, ela aconselha que é melhor evitar levar os filhos para não sofrer influência.  “Normalmente, os produtos são mais caros e não são, necessariamente, de melhor qualidade”, explica. 

Os pais e responsáveis devem estar atentos também para os produtos que não podem ser exigidos na lista. A lista pode ser encontrada no site da Sejus (www.sejus.am.gov.br). 

Publicidade
Publicidade