Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeita em exercício de Iranduba, no AM, afirma que sua gestão será ‘do povo, para o povo’

Após exonerar 13 secretários, Maria Madalena promete auditoria nas contas e novas parcerias 16/11/2015 às 10:07
Show 1
Prefeita em exercício do Iranduba, Maria Madalena, disse que desconhecia a existência de uma organização criminosa
Joana Queiroz Manaus (AM)

A prefeita em exercício do município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus), Maria Madalena de Souza, 55, a “Madá”, disse que a sua administração será “do povo para o povo”. Após ter exonerado 13 secretários, o próximo passo será entrar com um pedido junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para que o órgão faça  uma auditoria em todas as secretarias e setores. Tão logo seja feito o processo, a prefeita em exercício dará início a sua gestão.

Madalena diz que  desconhecia a existência de uma organização criminosa na prefeitura, mas que desconfiava. A atual gestora disse  que desconhecia a situação porque não tinha acesso a muitas coisas. “Eu era proibida de entrar em alguns setores, como também, alguns profissionais eram proibidos de falar comigo”, revelou.

De acordo com a atual prefeita, por várias vezes, quando ia falar com o prefeito e com o secretário de finanças David Queiroz, ficava esperando por horas. “Eles atendiam todo mundo é só depois é que me chamavam. Cansei de ficar sentada esperando. Às vezes, não suportava tanta humilhação e ia embora chorando, porque não podia solucionar os problemas da população e, quando eu era atendida, eles não resolviam o que eu apresentava”, revelou.

Madalena disse que foi pega de surpresa com a convocação para assumir a prefeitura. “Eu estava fazendo uma farinhada quando recebi a notícia. De uma hora para outra virei prefeita e ainda nem deu tempo de eu fazer as unhas”, disse. 

Ela conta que tudo está sendo muito complicado, mas com a  boa vontade para trabalhar e com o apoio do povo e de amigos, os problemas serão sanados.  “Sem Deus e sem o povo de Iranduba nada sou”, frisou. De acordo com a prefeita em exercício, o seu primeiro ato foi assinar o decreto de exoneração dos 13 secretários e dos servidores comissionados. Ela disse que o município tem hoje uma folha de pagamento com o valor exorbitante de R$ 4 milhões e, que vai fazer de tudo para reduzir o valor em até 54%. 

Sobre os comissionados, a prefeita explicou que alguns serão alocados. Quanto aos secretários, ela disse que precisava mudar por ser uma nova administração. “Não que eu tenha nada contra eles. Todos têm o meu respeito e o meu carinho”, revelou. De acordo com Madalena, já foram escolhidos os novos secretários, que são pessoas de sua confiança. Eles  deverão ser nomeados e empossados amanhã.

‘De família carente, mas honesta’

A prefeita em Exercício Maria Madalena disse que vem de uma família humilde e carente, mas honesta. Lembrou que chegou aos três anos de idade ao município de Iranduba, para morar na área que hoje é a cabeça da ponte Rio Negro, em uma casinha de madeira.

O envolvimento com a política começou por influência do pai, amigo do ex-prefeito Nelson Maranhão, que o convidou para concorrer a uma cadeira na Câmara Municipal de Iranduba, porém não foi eleito. Aos 14 anos de idade, Madalena fez o primeiro parto da sua  vida. “Tomei gosto pela saúde e fui fazendo esse trabalho”.

Foi líder comunitária nas horas vagas, fazia trabalho missionário pela igreja católica. Em 2004, foi eleita vereadora. Na reeleição, em 2008, recebeu uma quantidade expressiva de votos, mas não assumiu por não ter atingido o  coeficiente eleitoral. No último pleito concorreu na chapa do prefeito afastado Xinaik. “Vencemos as eleições. Um plantador de cebolinha e uma técnica de enfermagem”, disse. 

Publicidade
Publicidade