Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito Artur Neto e governador José Melo anunciarão novo secretariado da Prefeitura juntos

A mudança na estrutura da prefeitura e do governo, entretanto, só poderá ser feita em 2015 com autorização das respectivas Casas Legislativas – CMM e ALE-AM 15/12/2014 às 11:38
Show 1
Prefeito Artur Neto afirma que enxugará os gastos da administração, reduzirá o número de pessoal para enfrentar crise
Luciano Falbo Manaus (AM)

Os nomes que vão compor as novas equipes da Prefeitura de Manaus e do Governo do Estado, com a reforma administrativa que pretendem fazer Artur Neto (PSDB) e José Melo (Pros), serão conhecidos após um anúncio em conjunto que será feito pelos gestores nos últimos dias de 2014. A informação é do secretário-chefe da Casa Civil municipal, Márcio Noronha.

A mudança na estrutura da prefeitura e do governo, entretanto, só poderá ser feita no próximo ano e com autorização das respectivas Casas Legislativas – Câmara Municipal de Manaus (CMM) e Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). O anúncio das novas estruturas administrativas, porém, será feito na mesma ocasião. Ainda não há data definida. A decisão pelo anúncio em conjunto foi tomada pelos gestores na reunião que tiveram na sexta-feira.

Após o encontro com José Melo, Artur declarou que é preciso enxugar despesas para garantir investimentos. “Nós vamos enxugar despesas, não temos outra alternativa. É hora de cortar no custeio para fazer sobrar dinheiro para investimento, porque a crise econômica não será fácil. Esse é um ponto em comum em nosso modo de governar e estou muito confiante no trabalho que vamos desenvolver a partir de 2015”, ressaltou o prefeito.

Para A CRÍTICA, na semana passada, Artur Neto disse que haverá cortes e fusões de pastas, mas preferiu não adiantar as mudanças. “Eu sinto a necessidade de fazer uma reforma, de me preparar para a crise que vem aí, tornar mais prática a forma de governar com menos gente para interagir, para termos mais facilidade reunir e tomar decisões. Eu creio que, com a reforma, nós evitamos o custeio ruim. Tem o bom custeio, como o da tecnologia escolar, mas o mal custeio é o desperdício. E isso vamos cortar”, disse Artur.

Márcio Noronha afirmou que ainda não há uma definição sobre troca de secretários nem de um novo desenho da administração municipal. “Tudo isso ainda está sendo definido. Ontem (quinta-feira), o prefeito teve uma reunião de quatro horas com técnicos da prefeitura para fazer um primeiro esboço. Mas, ainda não há nada de concreto, isso está em um processo de construção”, disse, na sexta-feira, por telefone. Na reunião, Artur e Melo também definiram que o modelo de transporte coletivo complementar a ser adotado em Manaus será o BRT.

Três nomes estão certos no governo

O governador José Melo também está desenhando uma nova estrutura administrativa para o Governo do Estado e analisando os nomes que vão compor seu novo secretariado. Vai ser a primeira equipe de José Melo para o mandato em que foi eleito governador. No mandato atual, Melo se elegeu como vice. Após assumir o cargo de chefe do Executivo com a renúncia de Omar Aziz (PSD), ele herdou o secretariado da gestão Omar, que conta com nomes herdados de outras administrações.

Entre os nomes cotados para assumir pastas a partir de 2015 está Evandro Melo, ex-subsecretário estadual de Saúde e ex-titular da Semsa, irmão de Melo, que assumira a Secretaria de Governo, que foi extinta. E o deputado Sidney Leite (Pros), que assumiria a Secretaria de Produção Rural (Sepror). Na sexta-feira, Melo convidou o atual procurador-geral do Estado, Clóvis Smith, para permanecer por mais quatro anos no cargo.

O governador quer reduzir e fundir secretarias e transformar algumas delas em departamentos. José Melo disse que precisará de celeridade na gestão pois terá apenas quatro anos de mandato “Será um governo menor, perfeitamente adaptável às dificuldades que virão por aí no próximo ano. Haverá ajuste”, declarou Melo, na sexta-feira.

Publicidade
Publicidade