Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito Artur Neto vai trocar mais três secretários; expectativa de economia é de R$ 570 milhões

O prefeito do PSDB diz que busca um modelo de administração com menos interlocutores e mais econômico. Em visita que fez a Câmara Municipal de Manaus, o chefe da Casa Civil confirmou a mudança dentro dos próximos dez dias 02/04/2015 às 10:21
Show 1
Segundo Márcio Noronha, os secretários que serão demitidos já estariam sendo comunicados pelo prefeito de Manaus
Janaína Andrade Manaus (AM)

O chefe da Casa Civil, Márcio Noronha, disse, ontem, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), que o prefeito Artur Neto (PSDB) trocará no prazo de dez dias mais três titulares de pastas da administração municipal.

“Pelo menos três mudanças serão feitas nos próximos dez dias, além do anúncio de quem será o secretário extraordinário para Projetos Especiais e Captação de Recursos. A gente está comunicando os secretários que vão sair, estamos negociando e esperando os convites que fizemos”, declarou Noronha.

A informação foi dada durante a entrega do projeto da reforma administrativa à Câmara, que visa uma economia de R$ 570 milhões para 2015, segundo o chefe da Casa Civil.

A proposta da reforma prevê a extinção de cinco unidades gestoras que perderão o status de secretaria e serão vinculadas a outras pastas, são elas: Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres; Secretaria Municipal de Governo (Semgov); Serviço de Assistência à Saúde do Servidor Público do Município de Manaus (Manausmed); Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab); Secretaria Municipal do Centro (Semc).

A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres deixa de existir e será vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), que passa a se chamar Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Assistência Social e Diretos Humanos (Semmasdh).

A Sempab e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semtrad) serão, agora, vinculadas à Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo e Feiras (Semtef). A Semgov, a Manausmed e a Sempab serão vinculadas à Casa Civil.

Questionado se os secretários, que terão as pastas extintas, serão mantidos no governo municipal, Noronha disse que “alguns deles serão aproveitados em outras estruturas, outros vão deixar o governo”. “E só o prefeito pode dizer quais são estes nomes”, afirmou. O prefeito tirou férias, ontem, e ficará fora da cidade por oito dias. Os nomes que podem ser “aproveitados” ou “deixados” são Glauco Francesco (Semc), Roberto Valiante (Manausmed) e Fábio Pacheco (Sempab).

Em dois anos, a administração de Artur Neto (PSDB) vem sendo marcada pelo rodízio de secretários. A última registrada foi a do secretário Municipal de Educação (Semed), Raimundo Michiles, que entregou o cargo no dia 19 de março. Quem o substituiu foi Kátia Schweickardt, ex-Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

A reforma, de acordo com o chefe da Casa Civil, é um dos “braços” para fazer corte de custeios. “Nós estamos diminuindo o número de secretarias de 25 para 20, reduzindo as estruturas, acoplando alguns serviços e algumas funções que seriam de certa forma semelhantes em uma única secretaria, desta forma iremos continuar mantendo o mesmo nível de qualidade dos serviços. E a gente espera que os vereadores analisem com cuidado e a Casa Civil esta à disposição para qualquer dúvida que venha a surgir dentro das comissões e das discussões em plenário”, afirmou.

‘Doutor Thomas’ é rebaixada

Um dos principais abrigos para idosos de Manaus, a Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (FDT), que  atende atualmente 105 idosos, no projeto da reforma administrativa, passará a ser vinculada à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

De acordo com o chefe da Casa Civil, Márcio Noronha, a alteração da estrutura da FDT visa dar “agilidade administrativa, aprimoramento da gestão financeira e interlocução com os demais organismos da PMM (Prefeitura Municipal de Manaus)”.

“A estrutura permanece a mesma, só será vinculada à Semmasdh”, informou. A atual presidente da Fundação Doutor Thomas, Martha Moutinho da Costa Cruz. será mantida no cargo, de acordo com Márcio Noronha.

Publicidade
Publicidade