Publicidade
Cotidiano
DOAÇÃO

Prefeito de Coari sanciona lei que autoriza doação de terreno pertencente ao município

Quatro sócios da empresa estão na lista de doadores da campanha do prefeito Adail Filho, ano passado. Eles contribuíram com R$ 110 mil no total 15/05/2017 às 15:33
Show sdfsdfsd
(Foto: Aguilar Abecassis)
Camila Pereira Manaus (AM)

O prefeito de Coari, Adail Filho (PP), sancionou uma lei que autoriza a doação de um terreno pertencente ao patrimônio público municipal, localizado na Estrada CoariMamiá, para a empresa A. M. da S. Rodrigues & Cia. LTDA. Quatro sócios da empresa estão na lista de doadores da campanha do prefeito, ano passado. Eles contribuíram com R$ 110 mil no total.

De acordo com a lei, publicada no Diário Oficial dos Municípios do Estado do Amazonas, o terreno se destina à construção de um empreendimento comercial e que a doação será anulada no prazo de dois anos, caso a empresa não conclua a construção do empreendimento.

A mesma empresa foi vencedora de um pregão para eventual aquisição de gêneros alimentícios destinados à Secretaria Municipal de Educação (Semed) para atender as escolas municipais.

A prefeitura, por meio de nota, informou que a doação fez parte de um programa de desenvolvimento municipal voltado para incentivo de empreendimentos comerciais e empresariais.

Segundo os moradores, no local, funciona um campo de futebol. No entanto, a prefeitura informou que o “terreno destinado ao empreendimento não possuía vinculação para outras atividades e se encontra sem qualquer uso para fins públicos”. Ao todo, serão investidos pela empresa aproximadamente R$ 8 milhões e serão gerados 300 empregos diretos e indiretos, conforme a prefeitura.

De acordo com a prefeitura, a doação seguiu os trâmites legais e foi autorizada pela Câmara de Vereadores, na última semana. “Como incremento ao desenvolvimento municipal, a Administração ainda informa que buscará outras empresas de grande porte que queiram investir no município, gerando emprego e renda para assim, aumentar a arrecadação municipal”, afirma nota.

A reportagem entrou em contato com a empresa e aguarda posicionamento.

Publicidade
Publicidade