Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito de Manaus, Artur Neto afirma que será o secretário de Obras do município

Artur vai nomear alguém para a pasta porque não pode dar posse a si mesmo, mas enfatizou que ele assumirá a Seminf. Além disso, a Semmas será extinta 08/01/2015 às 10:18
Show 1
Prefeito Artur Neto informou que Semmas “já deu o que tinha que dar” e que vai avaliar pessoalmente cada pasta
JANAÍNA ANDRADE Manaus (AM)

O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), anunciou, nesta quarta-feira (7), que será o secretário de Obras do município. De acordo com o prefeito, oficialmente um outro nome figurará como titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), em virtude de seu impedimento legal. A declaração foi dada no início da tarde durante o anúncio das obras de revitalização da orla da Manaus Moderna, no Centro.

Nesta semana o prefeito chegou a consultar a Procuradoria Geral do Município (PGM) para saber se, sem ferir as leis municipais, poderia assumir a chefia da pasta, mas foi informado que não. “Eu consultei a Procuradoria do Município por que eu ia me nomear secretário de Infraestrutura, tamanha é a preocupação que eu tenho com aquela pasta, mas não posso, pois de acordo com as leis do município o cargo de prefeito é de dedicação exclusiva. Se fosse o caso, um vice-prefeito poderia, mas de qualquer maneira seja qual for o nome que eu colocar lá, posso colocar João, Pedro, Maria, eu vou ser o secretário de obras e vou dar um jeito naquilo”, comunicou.

De acordo com Artur, a Secretaria de Infraestrutura deve “sofrer uma repaginação pesada”. “Ela (Seminf) têm uma estrutura do tempo que meu avô materno era vereador aqui, e eu não aceito aquilo. Vou dar uma mexida na Seminf muito forte. Eu ia assumir a Seminf, mas como a Procuradoria disse que eu não posso, vou ser secretário informal. Eu posso aparecer na Seminf a qualquer hora do dia, da tarde, da noite ou da madrugada, por que eu não quero mais saber do sumiço de sequer um litro de diesel ou de uma carrada de areia, de barro. Eu vou botar ordem na Seminf”, assegurou o prefeito.

O prefeito Artur Neto deve anunciar até o próximo dia 15 a reforma administrativa que pretende fazer na Prefeitura de Manaus. Questionado sobre as mudanças na estrutura da administração e os nomes dos novos secretários, Artur se restringiu em declarar que a reforma deve fechar com o corte de cinco ou seis pastas.

“Dois anos de governo para mim é um momento simbólico. Se estamos ganhando de 3 a 0, quero agora ganhar de 6 a 0, nada de ficar bobeando. A gente tem que ter garra, e em dois anos de governo dá para ver, por exemplo, que você ligou para o secretário e ele não atendeu, e no início do governo ele atendia. E agora precisa deixar recado dizendo ‘me ligue urgente’. Eu não quero mais precisar dizer ‘me ligue urgente’ para ninguém. Eu espero que agora todos saibam que a hora que eu ligar, quero ser atendido”, alertou.

Com a degola de secretarias e autarquias, muitos cargos comissionados devem ser extintos, mas o Prefeito foi cauteloso em anunciar quantidade de demissões. “Eu ainda não sei. Não vejo a necessidade de Manaus ter 1.800 cargos comissionados”, adiantou.

Semmas será extinta

Nesta quarta (7), o prefeito Artur Neto (PSDB) adiantou o nome de uma das secretarias que devem ser extintas - a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). “A Semmas já deu tudo que tinha para dar. Então vou ver quem ainda não deu o que tinha para dar e pessoalmente vou ver secretaria por secretaria”, disse.

Ao A CRÍTICA, o prefeito revelou ainda que não descarta a possibilidade de remanejar dois de seus secretários de confiança para outras pastas, Márcio Noronha, secretário de Governo; e Lourenço Braga, secretário-chefe da Casa Civil.

“Pode ser que eu mude eles (Márcio Noronha e Lourenço Braga), não necessariamente nas mesmas pastas. O Márcio (Noronha) é fundamental para mim e vou fechar isso hoje (ontem)”, declarou.

Publicidade
Publicidade