Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito de Manaus Artur Neto revida alfinetadas de Amazonino

Artur usou sua página oficial do Facebook para rebater ataques feitos pelo ex-prefeito da cidade, Amazonino Mnedes, em entrevista ao A CRÍTICA 20/01/2015 às 09:36
Show 1
Amazonino disse que Artur recebeu dele uma prefeitura com dinheiro em caixa
Raphael Lobato Manaus (AM)

O prefeito Artur Neto (PSDB) rebateu, na noite de domingo (18), as declarações dadas pelo ex-prefeito Amazonino Mendes (PDT) em entrevista ao A CRÍTICA. Em sua página oficial do Facebook, o tucano ironizou os ataques do ex-prefeito e disse que prefere “dezenas de caçambas de asfalto na rua do que cinco carroças na mão”.

Após um longo período sem dar entrevistas, Amazonino disparou críticas a adversários e ex-aliados e, questionado sobre a gestão de Artur, reclamou das acusações do tucano de que teria deixado a prefeitura com rombo nas contas. “Antes dele assumir, já começou a dizer que estava pegando a prefeitura com um rombo, e nunca a prefeitura explicou que rombo era esse”, declarou.

Na entrevista, Amazonino também alfinetou o filho do prefeito, o deputado estadual eleito para a Câmara Federal, Artur Bisneto (PSDB). “Temos muitos exemplos, como o do filho do prefeito (Bisneto), que, ao que eu saiba, não tem vocação nenhuma para a política, mas à mercê das vontades e interesses do pai teve 250 mil votos. Isso é estarrecedor”, disse, provocado sobre a sua avaliação do cenário político amazonense.

No Facebook, Artur Neto disparou: “Sobre a entrevista do Amazonino, só tenho uma coisa a dizer: prefiro dezenas de caçambas de asfalto na rua do que cinco carroças na mão. Boa noite a todos”, publicou, com uma foto em que aparece em uma operação de asfaltamento.

Procurados pela reportagem, membros do PSDB também reagiram às declarações do ex-prefeito. O secretário-geral do partido, Mário Barros da Silva, disse que “lamenta” as declarações de Amazonino e afirmou “estranhar” os motivos que tenham levado o ex-prefeito a fazer os comentários.

“Ninguém sai do nada para falar sobre um assunto que não está mais na pauta. Ele, esquecido, quer voltar ao debate político, quer ter mídia. Demonstra que pode estar a serviço de um determinado grupo político interessado”, afirmou.

Já o vereador tucano Mário Frota classificou Amazonino como “malandro” e “cafajeste”. O parlamentar acusou o ex-prefeito de ter “devastado” a prefeitura e disse que Amazonino “não tem fundamentos” para fazer críticas.

“O último mandato dele (Amazonino) foi uma tragédia. E Artur, até o presente momento, paga por isso, inclusive por contas das dívidas que ele deixou e que esse cafajeste nega. Eu não tenho nenhuma simpatia com ele. Como ser humano, nada contra. Não gosto é de sua prática política”, afirmou.

Publicidade
Publicidade