Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito diz que frota de ônibus será renovada

A renovação será feita gradualmente durante todos os meses para não envelhecer a frota rapidamente 01/04/2013 às 19:02
Show 1
Prefeito de Manaus concedeu entrevista coletiva
acritica.com Manaus (AM)

O prefeito Arthur Virgílio Neto falou, nesta segunda-feira (1), sobre as mudanças que estão sendo estabelecidas para o sistema de transporte coletivo da cidade. Ele adiantou que novos ônibus deverão ser entregues todos os meses, já contando a partir de abril e que a renovação da frota só será de forma efetiva, se for feita gradualmente.

Além de evitar que toda a frota fique sucateada ao mesmo tempo, evita o encarecimento da passagem.

“Na administração passada, eles quiseram renovar a frota toda de uma vez e com isso a passagem teve que ser reajustada em 25%, passando a custar R$ 2,75. Depois, a frota também vai envelhecer toda de uma vez. Em todas as formas, a população acaba sendo penalizada. Cada empresa vai ter uma cota e todos os meses, vão ter que entregar os veículos novos à cidade”, destacou, durante entrevista.

Comparação

Sobre as comparações de Manaus com outras capitais brasileiras onde a tarifa é menor, o prefeito apresentou números que mostram as diferenças entre os sistemas pelo país. Enquanto a capital do Amazonas tem 18% de estudantes utilizando o benefício da meia passagem, Curitiba (PR) tem apenas 2%. Com relação ao número de passageiros por quilômetro, Fortaleza (CE) registra 2,80 passageiros/km enquanto Manaus registra 1,51. O ideal é que esse número fosse de 2,20. Em Belém (PA) o salário dos rodoviários chega a R$ 1.200. Os trabalhadores manauenses ganham quase R$ 700 a mais.

“É o início do processo de regeneração do sistema. Com relação aos trabalhadores, tiveram o reajuste que eles estavam esperando. Antes eles ganhavam o equivalente a 580 passagens e agora passam a ganhar o equivalente a 604 (R$ 1.812,00). Vão começar a receber lanche nos intervalos, ou seja, vão ter algumas mudanças que permitam melhorias no trabalho”, afirmou o prefeito.

Esses números deverão ser apresentados à juíza   Onilza Abreu Gerth, plantonista da Vara de Fazenda Pública, que rejeitou pedido de liminar do  Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), pedindo a  suspensão do reajuste da tarifa de ônibus.   Em março de 2014, será feita uma nova avaliação sobre o valor cobrado na tarifa de ônibus e verificado o funcionamento do sistema. A expectativa é poder baixar o valor cobrado, a exemplo do que já aconteceu em outras cidades.

Sobre os protestos que alguns partidos políticos estão organizando na cidade, Arthur Neto lembrou que na Era Collor, os estudantes pintavam o rosto para pedir a cassação de um presidente e hoje os jovens veem a corrupção tomar conta do país e nenhum deles faz nada. “Nós vemos vários casos de corrupção, desvio de dinheiro, políticos sofrendo processo de cassação e nenhuma entidade vai para as ruas protestar. Mas bastou o aumento da passagem para criarem todo esse alarde. A população está aprovando a nossa administração porque ela vê que estamos trabalhando de forma séria.”, declarou Arthur.

Audiência e protesto na CMM

Durante a tarde, o titular da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, explicou para vereadores de Manaus, durante audiência pública, como foi o cálculo na planilha de custos para que se chegasse ao valor de R$3, o atual valor da tarifa de ônibus.

No mesmo momento, estudantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União da Juventude Socialista (UJS), fizeram um protesto contra o aumento da tarifa, e foram recebidos pelo presidente da Casa, o vereador Bosco Saraiva.

 

Publicidade
Publicidade