Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeito interino de Coari demite três mil e baixa o próprio salário

Após assumir interinamente a prefeitura do município, o novo presidente da Câmara Municipal, Iranilson Medeiros disse que as medidas garantirão o pagamento da folha 21/03/2015 às 10:12
Show 1
Iranilson Medeiros assumiu a Prefeitura de Coari no dia 18, e fica no cargo até o 2º colocado nas eleições de 2012 assumir
Antônio Paulo Coari (AM)

Ao assumir interinamente a Prefeitura de Coari, o novo presidente da Câmara Municipal, Iranilson Medeiros, tomou duas medidas drásticas: baixou decreto em que encerra a contratação temporária de servidores e a exoneração de todos os cargos comissionados admitidos nas administrações do prefeito cassado Adail Pinheiro, do ex-vice-prefeito Igson Monteiro e do ex-presidente da Câmara de Coari, Iliseu Monteiro (Bat), que comandou a prefeitura por dois meses. E também reduziu em mais de 20% o próprio salário e de todos os secretários.

O corte de pessoal atinge cerca de três mil funcionários e traz uma economia de R$ 1,2 milhão. “Tomamos essa medida extrema para podermos honrar o pagamento dos servidores públicos efetivos (concursados e por tempo de serviço adquirido). No mês de fevereiro, entraram nos cofres da Prefeitura de Coari R$ 20 milhões e, mesmo assim, a folha de pagamento não foi quitada. E para que possamos garantir os salários de março, fizemos essas demissões de servidores contratados pelo grupo político que estava na gestão anterior”, explicou o prefeito em exercício.

Iram Medeiros garantiu que todos os servidores demitidos receberão os salários referentes aos 18 dias trabalhados neste mês de março. Em abril, cerca de mil trabalhadores da limpeza pública, das áreas de saúde e educação serão readmitidos. “Os que efetivamente trabalham vão ser contratados porque encontramos muita gente que só ia ao banco com o cartão retirar o dinheiro sem pisar no local de trabalho”, contou.

Ao mesmo tempo em que reduziu o quadro de pessoal, o prefeito de Coari em exercício, Iran Medeiros, baixou o salário dele de R$ 26 mil para R$ 20 mil (-23%); o salário do vice-prefeito saiu de R$ 20 mil para R$ 15 mil (25%). A partir de agora, os secretários municipais passarão a ganhar R$ 10 mil em vez dos R$ 13 mil atuais, uma redução de 23%; e o vencimento dos subsecretários de Coari sairá de R$ 9 mil para R$ 7 mil (-22%). O prefeito encaminhará um projeto de lei à Câmara Municipal para que essa redução nos salários das autoridades locais seja regulamentada. Segundo Iran, essas medidas confirmam o compromisso da gestão dele com os anseios da população: “trabalharei com responsabilidade, humildade e cautela. Enquanto estivermos à frente da Prefeitura não mediremos esforços para devolver a dignidade da população coariense”, afirmou o prefeito.

Publicidade
Publicidade