Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeitura de Parintins decreta estado de emergência e aguarda homologação do governo

Segundo a prefeitura, mais de 2,9 mil famílias estão sendo afetadas pela subida dos rios, que foram anistiadas da conta de água e começam a receber madeiras 25/05/2015 às 14:25
Show 1
Cheia que atingiu o município em 2012
acritica.com ---

O prefeito Alexandre da Carbrás (PSD) decretou estado de emergência no município de Parintins por conta da cheia dos rios deste ano, que apresenta apenas 18 centímetros abaixo do ano passado, de acordo com os registros da Marinha do Brasil. Nesta segunda-feira (25), Carbrás se reuniu com o governador José Melo (Pros) para tratar do assunto. As informações são da assessoria da prefeitura.

Conforme informações do prefeito, o decreto será direcionado, de imediato, para os governos estadual e federal, para que seja liberada a ajuda necessária para prestar auxílio humanitário para as mais de 2.900 famílias atingidas pela cheia na zona urbana e rural do município em 2015. 

“Para que possamos agilizar as ajudas necessárias, precisamos urgentemente fazer com que o Estado homologue a situação de emergência para que comecemos a receber a ajuda emergencial, principalmente os kits de higiene, madeira, rancho e ajuda financeira”, disse o prefeito Carbrás.

Madeiras

A Prefeitura de Parintins informou que comprou com recursos próprios a primeira remessa de madeira para iniciar a construção de pontes emergências e facilitar a mobilidade de pessoas nas áreas atingidas pela cheia deste ano. De acordo com o prefeito Alexandre da Carbrás, foram disponibilizados, neste primeiro momento, cerca de R$ 18 mil em tábuas, perna-mancas e ripões para início de imediato da confecção das peças de pontes pré-moldadas. 

“Desde o sábado as pontes começaram a ser confeccionadas. Na primeira etapa será comprada apenas madeira para as pontes e depois, iremos adquirir em uma parceria com o Ibama a madeira para doação, com a finalidade de construir as marombas das casas”, ressaltou o prefeito.

Alexandre da Carbrás disse que a administração municipal teve que agir rápido, uma vez que, segundo ele, houve demora do Ibama com a liberação da madeira para fazer as pontes que irão auxiliar as famílias das áreas alagadas da cidade.

O prefeito afirmou que outra medida adotada para dar apoio as famílias que moram em área alagada será a arrecadação de alimentos que irá envolver todos os setores da administração municipal.

“Vamos de bairro a bairro, de casa a casa, para buscarmos essa ajuda para nossos irmãos que se encontram com suas casas em baixa d’água. Quero pedir neste momento a colaboração do povo de Parintins”, disse Alexandre da Carbrás.

Carbrás destacou ainda que outra forma de amenizar a situação dos alagados do município foi autorizar a direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parintins (SAAE) para realizar a anistia das contas de água das famílias atingidas pela enchente.

Publicidade
Publicidade