Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeitura faz os últimos ajustes nos dez cemitérios da cidade

O trabalho está sendo feito pela Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) e também por profissionais informais que aproveitam o Feriado de Finados para ganhar um dinheiro extra 30/10/2015 às 19:12
Show 1
A dona de casa Dorvarina Lima elogiou a limpeza que a prefeitura fez no cemitério São Francisco, no bairro do Morro da Liberdade, Zona Sul, onde esteve ontem para enfeitar a sepultura de parentes, que revisitará segunda-feira
Silane Souza Manaus (AM)

A dois dias para o Dia de Finados, celebrado no próximo dia 2, a Prefeitura de Manaus  está finalizando a preparação dos cemitérios da cidade que, juntos, devem receber em torno de 500 mil visitantes durante essa data. Além das equipes da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), o trabalho também é feito por profissionais informais que aproveitam o período para ganhar um dinheiro extra.

Porém, têm muitas famílias que fazem elas mesmas o serviço de limpeza e pintura no jazigo da família, como é o caso da engenheira elétrica Alda Almeida, 49. Ela esteve na sexta-feira (30) pela manhã no cemitério Santa Helena, situado no bairro São Raimundo, Zona Oeste. “Eu vim hoje (ontem) para ver como estava o jazigo e também para limpar, tirar os capins que nascem em cima”, revelou.

A dona de casa Dorvarina Fonseca de Lima, 64, por sua vez, elogiou a limpeza que a prefeitura fez no cemitério São Francisco, localizado na rua coronel Pedro de Souza, bairro do Morro da Liberdade, Zona Sul. “Eu fiquei surpresa hoje (ontem) quando cheguei aqui por ter encontrado o local todo limpo. Nas outras vezes, a gente chegava e se deparava com mato por todos os lados”, destacou.

No cemitério São Francisco, a expectativa é que aproximadamente 35 mil pessoas passem pelo local. “Como tem pouco mais de oito mil sepulturas, nós esperamos que, no mínimo, venham quatro pessoas por cada jazigo neste sábado e domingo. No Dia de Finados mesmo acreditamos que não venham muitas pessoas por causa do feriado prolongado”, afirmou o administrador do cemitério, José Roberto.

No cemitério Santa Helena, onde na sexta-feira funcionários da Semulsp faziam serviços de manutenção, a previsão feita pelo administrador do local, Mário Raposo, é que aproximadamente  50 mil pessoas visitem o espaço na segunda-feira. “Temos 5.225 sepulturas e o movimento  é intenso. Hoje (ontem)  veio muita gente. Com certeza sábado, domingo e na própria segunda-feira vem muito mais”, enfatizou.

A Semulsp informou que é responsável pela manutenção e organização dos 10 cemitérios públicos existentes em Manaus, sendo seis na área urbana da cidade e quatro na Zona Rural. E que a operação de limpeza se concentra nesses últimos dias no cemitério Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tarumã, Zona Oeste, o maior da cidade.

O cemitério está recebendo serviços de capinação, limpeza das quadras, varrição, jardinagem e tapa-buracos. “A operação de limpeza conta com efetivo de 200 funcionários da Semulsp. A ideia é finalizar a limpeza no cemitério Aparecida, mas ainda vamos voltar aos demais para reforçar o trabalho que  foi feito nas últimas semanas”, explicou o subsecretário operacional da Semulsp, José Rebouças.

Além da Semulsp, diversos órgãos participarão da ação no Dia de Finados entre eles, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), que atuará na organização da entrada e saída de veículos nos cemitérios; a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), que deve aumentar a frota de ônibus do transporte coletivo e o Corpo de Bombeiros, que fará o monitoramento dos cemitérios com 150 agentes.

Camelôs demarcam os espaços

Três dias antes do feriado de Finados, camelôs  começaram a se instalar nos arredores do cemitério São João Batista, na Zona Centro-Sul. Ontem à tarde, dezenas deles  estavam demarcando o espaço,  pintando nomes nas calçadas ou instalando barracas, para vender flores, velas, água e outros produtos.

A vendedora flores Graça Pequeno, 45, contou que chegou no São João Batista às 4h para garantir o seu espaço. “Todos os anos venho para cá e geralmente os comerciantes chegam antes do feriado para garantir o terreno mesmo. O movimento vai aumentar no final de semana porque ainda tem gente chegando”, afirmou ela.

Para organizar esse tipo de comércio, a prefeitura vai intensificar a fiscalização com 15 agentes da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef) a partir de amanhã.

*Colaborou Kelly Melo

Publicidade
Publicidade